A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

18/02/2013 12:29

Vereadores definem líderes e querem reduzir sessões solenes

Aline dos Santos e Carlos Martins
Câmara retoma trabalho amanhã. (Foto: Izaías Medeiros)Câmara retoma trabalho amanhã. (Foto: Izaías Medeiros)

Às vésperas da abertura dos trabalhos legislativos, os vereadores de Campo Grande se reuniram hoje na Câmara Municipal para definirem os líderes, discutir o regimento interno e reduzir o número de sessões solenes.

A maioria dos partidos já definiu líderes. De acordo com o vereador Paulo Pedra (PDT), o PMDB segue com o posto em aberto. Os peemedebistas formam a maior bancada, com cinco parlamentares: Carla Stephanini, Edil Albuquerque, Mário César, Paulo Siufi e Vanderlei Cabeludo. A reportagem entrou em contato por telefone, mas eles não atenderam a ligação.

No Partido dos Trabalhadores, a liderança fica com o ex-governador Zeca do PT. No PTdoB, o posto é de Flávio César. Entre os tucanos, o líder será João Rocha (PSDB). Alceu Bueno ficou com a liderança no PSL.

No PR, o posto será compartilhado. “Entramos num acordo. Eu fico nos dois primeiros anos e a Grazielle Machado fica os dois anos restantes”, afirma o vereador Jamal Salém. No PP, que também tem dois parlamentares, o martelo será batido ainda hoje. De acordo com Derly dos Reis de Oliveira, o Cazuza, o líder será definido à tarde. O vereador de mesma legenda é Waldecy Batista Nunes, o Chocolate.

O PSD tem três parlamentares: Chiquinho Telles, Ademar Vieira Junior, o Coringa, e Delei Pinheiro. Nenhum foi localizado para comentar a liderança. Os demais partidos têm somente um representante no Legislativo: DEM, PDT, PPS, PRB, PSB, PSC e PTB. Já os nomes das comissões serão apresentados amanhã. 

Mudança –Conforme o vereador Paulo Pedra, a reunião de hoje também discutiu reforma no regimento interno para adequar a Câmara ao novo número de vereadores. Em 2013, o número de parlamentares aumentou de 21 para 29.

Quanto às sessões solenes, com forte presença no calendário da Câmara, a proposta é de redução. A ideia é fazer homenagens únicas. Como, por exemplo, no caso de nacionalidades. Em vez de várias sessões, todos seriam homenageados em um mesmo dia.

A Câmara retoma os trabalhos sob ameaça de despejo. Amanhã, a Justiça volta a julgar o pedido para que os vereadores deixem o imóvel. O prédio pertence a Haddad Engenheiros Associados, que cobra os alugueis em atraso.

 



Esse é o nosso Brasil!!!! Gente os caras já trabalham poucos dias na semana e poucos meses durante o ano, porque afinal estamos trabalhando desde janeiro para pagar nossos impostos e os caras tao voltando somente agora....Ainda por cima querem reduzir as sessoes solenes... Que piada ein...Coitados eles trabalham muito, votem ai reduzam seus trabalhos...afinal precisam ter mais tempo para a familia né...O dóóóó
 
Cassiano Guimaraes em 18/02/2013 14:05:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions