A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

19/03/2014 20:15

Vereadores e partidos já estão de olho nas 200 vagas do 2º escalão de Olarte

Josemil Arruda
Segundo escalão deve ser logo recomposto para a máquina andar, diz Saraiva (Foto: arquivo)Segundo escalão deve ser logo recomposto para a "máquina" andar, diz Saraiva (Foto: arquivo)

Faltando definição de apenas dois nomes para o secretariado e presidências de autarquias e fundações municipais, os titulares da Secretaria Municipal da Mulher e do Instituto Municipal de Tecnologia da Informação (IMTI), a atenção dos vereadores e partidos que apoiam o prefeito Gilmar Olarte (PP) passa a ser a composição do segundo escalão, com cerca de 200 cargos de diretoria e assessoramento superior.

“Com muita agilidade, com responsabilidade foi composto o primeiro escalão. Mas agora é hora de cuidar do segundo escalão, que precisa ser recomposto”, afirmou o vereador Airton Saraiva (DEM), que liderou a oposição no julgamento que cassou o mandato de Alcides Bernal por 23 votos a seis.

Para Saraiva, o prefeito Gilmar Olarte tem essa preocupação de que todos os departamentos sejam técnicos e estejam em pleno funcionamento o mais rápido possível. “Inclusive ele deixou isso claro, isso foi combinado com os partidos”, informou o democrata. “Não adiante ter amiguinho e querer colocar lá sem qualificação. Tem de funcionar como uma empresa, tem de dar resultado”, opinou.

Na grande lista de 495 exonerados por Olarte na última segunda-feira, pelo menos 40% eram de integrantes do segundo escalão, embora contivesse também assessores sem função de comando. Aliás, alguns deles, segundo Saraiva, sempre estava nas “mobilizações” favoráveis a Bernal na Câmara da Capital. “Só da Segov (Secretaria de Governo) 170 foram mandados embora. Esse povo é que estava gritando na Câmara”, garantiu.

Entre os diretores que precisam ser nomeados, Saraiva informa que o número é variável, de acordo com a importância de cada uma das 24 secretarias, autarquias e fundações municipais. ”Na Saúde é importante que seja fechado o quadro técnico para dar suporte à atuação do secretário”, defendeu.

 

 




Infelizmente essas nomeações são necessárias e fazem parte do jogo politico para se conseguir a governabilidade. Coisa que o Bernal não soube fazer.
 
juvenil marques do vale em 19/03/2014 21:54:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions