ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, DOMINGO  29    CAMPO GRANDE 29º

Direto das ruas

Esperando atendimento há 3 horas, mulher relata desespero pela avó

Por Vinícius Squinelo e Zana Zaidan | 06/01/2014 21:46

Em contato com o Campo Grande News, a advogada Helen Diana, 30 anos, relata que chegou com a avó às 16h40 de hoje (6) no pronto socorro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, quando passou pela triagem e, ao medir a pressão da idosa, o aparelho marcou 17 por 8. "Minha avó está aqui, sem nem conseguir levantar, enquanto outras pessoas que chegaram depois já foram atendidas", relata.

Segundo ela, a espera já é de mais de 3h, sem atendimento nenhum. Helen alega que falou com funcionários da UPA, e eles dizem que nada podem fazer, e que somente a assistente social poderia dar alguma resposta.

“Fui falar com ela e ela disse que consta que a ficha da minha avó está em aberto, e que tenho que esperar mesmo”, relata Helen. “Estou sem poder fazer nada”, lamentou.

A idosa, de 72 anos, está passando mal e sofre de pressão alta , segundo a neta. "Todos que passaram aqui estão andando bem, enquanto minha avó não consegue levantar ou respirar direito”, avisou Helen.

A advogada relatou ainda que mora perto da UPA da Vila Almeida, e que não tem plano de saúde, nem meios de levar a avó até a Santa Casa de Campo Grande.