A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

18/11/2013 18:40

Mãe reclama de superlotação a mau atendimento no CEM

Lidiane Kober

Com a filha de quatro anos, com o braço quebrado, a auxiliar administrativa Daiana Silva de Oliveira, 22 anos, não foi atendida, nesta segunda-feira (18), no CEM (Centro de Especialidade Médicas) de Campo Grande e a mandaram retornar a partir das 19h.

“O local estava super lotado e os funcionários atendendo com má vontade, nem na cara da gente eles olhavam, preferiam ficar mexendo no celular e no facebook”, relatou Daiana.

Ela foi ao local, por volta das 16h, em busca de consulta de retorno. “Mandaram voltar às 19h para ser atendida pelo mesmo médico”, contou. “Isso não tem cabimento, porque minha filha já passou por mais de um médico lá”, emendou.

Da última vez, ela esperou das 19h até às 22h por atendimento. “Sai com uma criança de quatro anos, com o braço quebrado no meio da chuva”, lembrou. Hoje, Daiana, gastou “dinheiro que não tinha para ir de táxi”.

Inconformada, ela ligou para a ouvidoria da prefeitura a fim de denunciar o suposto mau atendimento. “Liguei várias vezes e toda hora caia a ligação, só me restou procurar a imprensa”, finalizou.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions