A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 18 de Setembro de 2018

25/02/2018 08:25

Com alta produtividade e sem prejuízos, colheita da soja avança

Agricultores aproveitam dias de sol para desenvolver o trabalho nas plantações. Produtividade chega a 70 sacas por hectare.

Anahi Gurgel
Colheitadeira em plantação de soja em Sidrolândia. Produtores agi8lizam trabalho nos dias de sol. (Foto: Divulgação/ Semagro)Colheitadeira em plantação de soja em Sidrolândia. Produtores agi8lizam trabalho nos dias de sol. (Foto: Divulgação/ Semagro)

Apesar das intempéries climáticas, os produtores rurais de Mato Grosso do Sul aproveitam os dias de sol para se dedicarem à colheita da soja com rapidez e agilidade. Com isso, a produtividade média chega a 70 sacas por hectare – um avanço de 25% no trabalho em todo o estado. 

A projeção da Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja) é de que a área plantada na safra 2017/2018 seja de 2,6 milhões de hectares, com estimativa de produção de grãos de 8,7 milhões de toneladas. Dessa forma, a expectativa é que a produtividade média mantenha-se em 56 sacas por hectare. 

O empenho dos agricultores nos dias de sol, vem surtindo efeito positivo diante de um dos grandes desafios desse período: minimizar os impactos da umidade no grão.

"A umidade deve permanecer em 14% para manter a qualidade da soja. O nível está um pouco elevado, mas ainda dentro do padrão aceitável, sem danos”, avalia o presidente da Aprosoja, Juliano Schmaedecke.

Ele explica que nos últimos 10 dias, em 5 não se teve colheita devido a chuva, o que deixa os agricultores apreensivos.

“Nas últimas safras, tivemos perdas significativas com a instabilidade do tempo, mas até agora não identificamos maiores problemas, apenas pontuais”, diz. 

A orientação é que os produtores estejam atentos para fazer a colheita do grão com rapidez e agilidade nos dias de trégua da chuva.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions