A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

25/08/2018 15:28

Empresas firmam importação de 17 mil toneladas de ureia boliviana para MS

No Estado, o produto será destinado à fabricação de fertilizantes líquidos em Rio Brilhante

Adriano Fernandes
Ureia boliviana será destinada a produção de fertilizantes líquidos para a plantação de cana. (Foto: Arquivo) Ureia boliviana será destinada a produção de fertilizantes líquidos para a plantação de cana. (Foto: Arquivo)

Encontro entre representantes da empresa Hinove Agrociência e a boliviana YPFB, esta semana, estabeleceu o acordo para importação de 17 mil toneladas de ureia para o setor sucroenergético em Mato Grosso do Sul.

No Estado, o produto será destinado à fabricação de fertilizantes líquidos pela empresa que terá polo em Rio Brilhante, mas também será redistribuído para todo o país. Tantos as negociações para a importação quanto o estabelecimento da empresa no interior, são intermediadas pelo Governo do Estado. 

O contrato de importação será formalmente assinado no próximo dia 28, durando o evento Forogás, na Bolivia, estabelecendo o fornecimento até o final do ano. De acordo com o secretário Jaime Verruck, titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o produto será importado através de Corumbá, seguindo por transporte rodoviário até a região Sul do Estado.

Na encontro também será estabelecido o fornecimento por mais cinco anos de outras 300 mil toneladas de ureia boliviana para o Brasil e cuja importação, será proposta pelo Governo a ser feita através da linha ferroviária de Mato Grosso do Sul.

“Nossa proposta é de que haja a possibilidade de trazer o produto em bags no retorno dos trens que levam aço para a Bolivia até a Capital ou Três Lagoas e a partir daí, serem redistribuídos por MS e outros Estados do país”, comentou Verruck. A alternativa, no entanto, representa uma possibilidade ainda a ser discutida.

“Ou seja, além da assinatura do contrato de importação, ainda temos um trabalho grande a ser desenvolvido no acordo entre a Ferrovia Oriental e a Ferrovia Rumo para conseguir viabilizar o transporte ferroviário”, adiantou o secretário.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions