A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/06/2008 15:26

Governo cria programa para atender agricultura familiar

Redação

A proposta para incrementar a produção agrícola, anunciada ontem (9), na reunião ministerial feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, será lançada no dia 2 de julho.

O Programa Mais Alimentos, como será chamado, visa fortalecer a agricultura familiar e tentar frear a aumento elevado dos preços dos alimentos.

Para isso, o programa, que será implementado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário, pretende alcançar a meta de 18 milhões de toneladas em excedente de produção até 2010, principalmente em leite, milho, feijão, arroz, mandioca, trigo, aves, café, frutas, arroz e cebola.

Atualmente, a agricultura familiar responde por 56% do leite, 67% do feijão, 89% da mandioca, 70% dos frangos e 75% da cebola produzidos no país.

Ao todo, 70% dos alimentos que chegam à mesa dos brasileiros são produzidos pela agricultura familiar.

Para reforçar o setor, o governo criará linha de crédito de até R$ 100 mil. A expectativa é atender um milhão de produtores até 2010.

"Todas as avaliações indicam que a crise no preço dos alimentos será de longa duração. O governo federal está apostando na capacidade da agricultura familiar para ampliar a produção de alimentos e, com isso, combater a inflação e garantir segurança alimentar aos brasileiros", informou o ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, em nota.

O Programa Mais Alimentos também pretende ampliar a capacidade de armazenamento das propriedades e cooperativas e incentivar a mecanização em massa nas propriedades familiares.

A meta é colocar mais 60 mil tratores e outros implementos agrícolas a serviço dos produtores.

A assistência técnica também será implementada, com aumento dos investimentos em sementes, melhoramento de pastagens e genética animal.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions