A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

09/06/2015 09:54

Investimento em tecnologia salva produtores de condições climáticas

Caroline Maldonado
Técnicos recolhem amostras e conversam com produtores (Foto: Marcos Campos/Rally da Safra)Técnicos recolhem amostras e conversam com produtores (Foto: Marcos Campos/Rally da Safra)
Rally leva analistas a fazendas de Dourados e Naviraí, nesta semana (Foto: Marcos Campos/Rally da Safra)Rally leva analistas a fazendas de Dourados e Naviraí, nesta semana (Foto: Marcos Campos/Rally da Safra)

Chega ao Mato Grosso do Sul hoje (9) o Rally da Safra 2015, uma expedição de técnicos que avaliam a produção de soja e milho em todo o país. O evento é promovido pela consultora Agroconsult, que levanta desde a quantidade e qualidade dos grãos até as tendências em investimentos e comercialização. Para os analistas, que vêm de outras regiões, os produtores de MS estão cada vez mais conscientes no uso das tecnologias e por isso têm alcançado números recordes. 

Nesta terça-feira, os técnicos chegam a Dourados e depois de visitar fazendas da região, seguem para Naviraí, onde haverá mesa redonda e palestras na quarta-feira (10), a partir das 19h. No dia seguinte, a equipe estará em Toleno, no Paraná.

A 12ª edição do Rally traz técnicos que já visitaram e acompanham o desempenho das lavouras de MS. Entre eles, está o analista de mercado Alan Malinski, que vem de Santa Catarina. Na avaliação dele, o mérito do crescimento das lavouras é dos produtores sul-mato-grossenses, que neste ano enfrentaram a estiagem, responsável pelo atraso no plantio, mas, ainda assim, garantiram o recorde de 6,3 milhões de toneladas de soja e estimam colher 7,9 milhões de toneladas de milho safrinha.

Para Alan, os produtores estão cada vez mais conscientes quanto a prevenção de doenças e acabam potencializando ao máximo a produção, frente as condições climáticas nem sempre favoráveis. “Comparando com ano passado, por mais que teve estiagem, a produtividade da soja foi melhor. O produtor atuou bem preventivamente contra pragas e doenças. Claro que com boas condições climáticas, a safra seira muito melhor”, avalia o analista.

A estiagem no início do plantio da soja no fim do ano passado, atrasou também o ciclo do milho, mas agora o clima começa a ajudar. “Por mais que tiveram microrregiões que perderam o calendário ideal e a colheita se prolongou, as condições climáticas foram ideais para o milho”, detalha Alan, ao destacar que a expectativa é de safra recorde também para o milho safrinha. “O produtor investiu, vem fazendo a parte dele, usando tecnologia em adubação e novos híbridos”.

Programação – Em Naviraí, o Rally reúne os produtores na Acen (Associação Comercial e Empresarial de Naviraí), as 19h, na Avenida Iguatemi, nº 125, Centro. As 20h, representantes da Monsanto fazem mesa redonda sobre refúgio e, em seguida, especialistas da Bayer falam sobre tecnologias para manejo de doenças em soja. As 20h40, os técnicos da Agroconsult discutem os cenários de soja e milho com relatos das condições da safra. O evento termina com coquetel e sorteio de brindes e a expedição segue para o Paraná. Veja a programação completa em www.rallydasafra.com.br.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions