A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

01/02/2018 08:37

Maior área plantada pode elevar em R$ 20 milhões faturamento do algodão

Presidente da Ampasul destaca que para que esse resultado seja alcançado, lavoura tem que prosseguir sem intercorrências.

Ricardo Campos Jr.
Plantação de algodão em Mato Grosso do Sul (Foto: divulgação / Ampasul)Plantação de algodão em Mato Grosso do Sul (Foto: divulgação / Ampasul)

O aumento de 6% na área plantada de algodão em Mato Grosso do Sul na safra 2017/18 pode significar um acréscimo de R$ 20 milhões no faturamento do setor, estima o diretor-executivo da Ampasul (Associação Sul-mato-grossense dos Produtores de Algodão), Adão Hoffmann. Porém, deixa claro que o resultado depende de uma série de fatores, como boas condições climáticas na lavoura, para que alcance a produtividade esperada na colheita.

As fazendas na região norte do estado, que respondem pela maior parte das áreas cultivadas, encerraram a semeadura ontem, dia 31 de janeiro. A colheita só vai começar em julho.

Por enquanto o clima é de otimismo no campo. “Os preços esse ano no mercado estão um pouco melhores. Hoje está em torno de R$ 90 a arroba de pluma. Ano passado tínhamos valores bem menores em relação a isso, estávamos na casa de R$ 78 a R$ 80. Deu uma boa reagida o mercado”, explica o diretor da Ampasul.

Esse cenário foi puxado internacionalmente principalmente pela perda que os Estados Unidos tiveram pelo excesso de chuva e pela baixa dos estoques chineses, que são grandes consumidores do produto e estão comprando para fazer a reposição. “Estes são alguns dos fatores”, comenta Adão.

Números - Até a segunda-feira (29) as lavouras alcançaram área de 30,3 mil hectares em Mato Grosso do Sul e algumas fazendas ainda não tinham terminado o processo. Robson Carlos dos Santos, engenheiro agrônomo da Ampasul, afirma que ano passado o cultivo ocupou 28,6 mil hectares.

Das áreas plantadas, 85% correspondem ao algodão primeira safra, cuja semeadura começa no dia 1º de dezembro na região norte e em outubro no centro-sul e já está totalmente concluída. Os 15% restantes são os de segunda safra, que normalmente dividem espaço com a soja.

Na região sul do estado, a colheita deve começar em abril. Segundo informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Mato Grosso do Sul é o terceiro maior produtor de algodão do país. Entre 2016 e 2017, o estado acumulou alta de 17,8% no volume colhido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions