A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

18/02/2013 12:16

Senador levanta bandeira dos proprietários rurais e crítica atuação da Funai

Francisco Júnior e Mariana Lopes
Senador faz pronunciamento durante encontro com produtores rurais. (Foto: Pedro Peralta)Senador faz pronunciamento durante encontro com produtores rurais. (Foto: Pedro Peralta)

O senador Ruben Figueiró (PSDB) se reuniu hoje pela manhã (18) com proprietários rurais e prefeitos de municípios que foram atingidos pelas demarcações de terras indígenas. O encontro aconteceu na sede da Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande.

O senador não poupou criticas a atuação da Funai (Fundação Nacional do Índio). De acordo com ele, o órgão desrespeita a Constituição Federal e o acórdão do STF (Supremo Tribunal Federal) em relação ao artigo 231, referente a demarcação.

“A Funai precisa voltar para a função dela que é de proteger o índio e não gerar esse conflito todo”, afirmou o parlamentar, que avalia como gravíssima a situação do conflito no campo em Mato Grosso do Sul.

Os proprietários rurais e representantes de 11 municípios entregaram ao senador documentos que trazem detalhadamente um raio x das áreas invadidas pelos índios. A intenção deles é que Figueiró leve o debate para a esfera federal.

Segundo o presidente da Acrissul, Francisco Maia, com a reunião, o senador tomou conhecimento do drama que os produtores do Estado vem passando com esse impasse.

De acordo com ele, Mato Grosso do Sul vai ficar um Estado sem terras para produzir com essas demarcações, situação que vai influenciar diretamente na econômica. Ele também teceu críticas a Funai.

“A Funai quer 200 mil hectares, sendo que 180 mil  já foram retiradas para construir a Usina Sérgio Motta (Área na divida entre São e Mato Grosso do Sul)”, afirma Maia.

Luana Ruiz, proprietária rural e presidente da Comissão de Assuntos Rurais da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), diz que não acha injusto índios ter terras para plantar e produzir, mas não concorda com a quantidade de áreas que eles reivindicam.

O produtor rural, Licon Correa Curado, reclama que está com sua fazenda em Sidrolândia invadida há 10 anos e que tem decisão judicial favorável, mas que mesmo assim não pode retornar as suas terras.

O prefeito de Iguatemi, José Roberto Felipe Arcoverde (PSDB), relatou durante a reunião que a situação em seu município ainda não é critica, mas que está na luta junto com os produtores para que eles sejam indenizados. Segundo ele, em Iguatemi um hectare da fazenda Cambará está invadida por indígenas.

Nesta segunda-feira, o senador e o presidente da Acrissul irão se encontrar às 17 horas com o governador André Puccinelli para debater o assunto. A reunião será na governadoria, no Parque dos Poderes.



mas, moçada vamos doar todas as terras para os indios plantarem, eles vao prodizirem, acho que vai aumentar a arrecadaçao kkkkkkkkkkkkk
 
manoel silva melo em 18/02/2013 15:09:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions