A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 24 de Setembro de 2017

08/09/2017 15:14

Apesar de multa de R$ 2,9 mil, feriado tem 7 prisões por embriaguez em MS

Maioria dos presos se envolveu em acidentes de trânsito, por isso acabou flagrado

Luana Rodrigues
Estagiário de Direito Ney Peixoto Júnior, preso por dirigir bêbado. (Foto: Mirian Machado)Estagiário de Direito Ney Peixoto Júnior, preso por dirigir bêbado. (Foto: Mirian Machado)

Entre esta quinta (7) e sexta-feira (8), a embriaguez ao volante foi responsável por sete prisões em Mato Grosso do Sul. Os presos acabaram multados em R$ 2. 934,70. Além do prejuízo sentido no bolso, a prova de que bebida alcoólica e direção não combinam está no fato de que na maioria dos casos, os motoristas presos estavam envolvidos em acidentes de trânsito com vítimas.

De acordo com registros de ocorrência que constam no Sigo ( Sistema Integrado de Gestão Operacional), houve prisão de motoristas bêbados em Inocência, Dourados, Aquidauana, Três Lagoas, Jardim e Campo Grande, em apenas um destes casos o motorista não estava envolvido num acidente de trânsito.

Na Capital, nesta quinta-feira (7), a imprudência levou um casal a morte. Cleberson Alves Ferreira, 33 anos, e Eliane dos Santos Gimenez, 39, morreram depois de uma colisão entre o veículos em que estavam, um Chevrolet Corsa Wind, e um Fiat Strada, que era conduzido por Matias Marques da Silva, 47 anos.

No carro do casal também estavam Gislayne Santos Gimenez, 44 anos, e as filhas de Cleberson e Elaine, de 12 e 17 anos. As três estão feridas e internadas na Santa Casa. A criança e a adolescente já passaram por cirurgia e estão na enfermaria. Gislayne teve traumatismo craniano e está em coma.

Matias e Eva Belas Colman, 41, também ficaram machucados e ainda recebem cuidados também na Santa Casa, mas não correm risco de morte.

Matias da Silva vai responder por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, lesão corporal culposa, e embriaguez ao volante, conforme o registro da Polícia Civil. Ele dirigia sob efeito de 0,61 miligramas de álcool por litro de ar expelido dos pulmões.

Hoje, o estagiário de Direito Ney Peixoto Júnior, 34 anos, foi preso por dirigir bêbado após se envolver em acidente no cruzamento das ruas Barão do Rio Branco com a 13 de Maio, no Centro de Campo Grande.

O homem estava tão bêbado que chegou a urinar na viatura da polícia enquanto assinava a ocorrência. Ele foi preso em flagrante e levado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro. O resultado do teste do bafômetro foi de 0,61 miligramas de álcool por litro de ar.

Crime - Desde novembro do ano passado, dirigir sob influência de álcool é infração gravíssima, segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Além de pagar multa no valor de R$ 2.934,70, o condutor perde o direito de dirigir por 12 meses.

Em caso de reincidência, o valor dobra para R$ 5.869,40. Além da esfera administrativa, o flagrante pode resultar em prisão se a medição do etilômetro indicar mais de 0,34 miligramas de álcool por litro de sangue.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions