A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 26 de Setembro de 2017

04/08/2017 13:50

Comando avalia abrir sindicância contra bombeiro envolvido em briga de trânsito

Adriano Fernandes e Yarima Mecchi
Trecho ficou bloqueado enquanto equipes do Samu prestavam os primeiros atendimentos. (Foto: João Paulo Gonçalves) Trecho ficou bloqueado enquanto equipes do Samu prestavam os primeiros atendimentos. (Foto: João Paulo Gonçalves)

O Corpo de Bombeiros pode abrir processo administrativo para avaliar a conduta do militar, identificado apenas como Paulo, que teria se envolvido em discussão no trânsito na noite desta quinta-feira (3) pela Rua Joaquim Murtinho, em Campo Grande.

Na ocasião, Joaquim Paulo Martins de Assis, de 45 anos, foi atropelado pelo servidor público e segue internado na Santa Casa de Campo Grande. A corporação informou, por meio de assessoria de imprensa que irá acompanhar a investigação policial e o andamento do caso na justiça. 

Confusão – O militar alegou que agiu em legítima defesa porque estava fugindo de uma briga de trânsito entre ele e Assis. À polícia, ele disse que a vítima estava muito alterado, desceu do veículo e bateu com as mãos no capô do seu carro.

Achando que ele fosse pegar uma arma, Paulo arrancou com o carro e atropelou a vítima que foi arremessado. No entanto, o militar prestou os primeiros socorros à vítima e acionou o Corpo de Bombeiros.

"Ele alega que foi um ato de legítima defesa. Teve uma confusão no local. Os dois carros tinham outros ocupantes dentro", relatou, esta manhã (04), o delegado responsável pelo caso, Enilton Zalla. 

Joaquim Paulo Martins de Assis foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) da Santa Casa pelo setor de neurologia.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions