ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 25º

Lugares por Onde Ando

Costa Rica avalia fechar o turismo, dois meses após a retomada

Por Paulo Nonato de Souza | 03/12/2020 08:13
Cachoeira Salto do Majestoso, no Parque Municipal Salto do Sucuriú, um dos principais atrativos turísticos em Costa Rica (Foto: Maurício Oliveira/Reprodução)
Cachoeira Salto do Majestoso, no Parque Municipal Salto do Sucuriú, um dos principais atrativos turísticos em Costa Rica (Foto: Maurício Oliveira/Reprodução)

Se você pretende aproveitar as férias de fim de ano para curtir as belezas naturais de Costa Rica, um dos principais destinos de ecoturismo de Mato Grosso do Sul, a 375 km de Campo Grande, talvez tenha que esperar um pouco mais. As autoridades locais avaliam o quadro atual da pandemia e podem determinar novamente o fechamento dos atrativos turísticos, reabertos na segunda quinzena de outubro após oito meses de paralisação.

“Estamos aguardando uma nova resolução do Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus (Covid-19), onde tudo indica que as atividades sejam paralisadas novamente. Isso pode acontecer ainda essa semana”, disse Keyler Simey Garcia Barbosa Costa Rica, secretário municipal de Turismo.

Na reabertura do turismo, três dos quatro parques naturais de Costa Rica tiveram acesso liberado aos turistas: Parque Estadual Nascentes do Rio Taquari, Parque Nacional das Emas e Parque Natural Municipal da Lage. Apenas o Parque Municipal Salto do Sucuriú, localizado na área urbana da cidade, permanece fechado.

“O Sucuriú passa por obras e reestruturação internas. Aguardamos ficar pronto para a sua abertura para o público”, informou o secretario de Turismo. Principal cartão postal de Costa Rica, o Parque Municipal Salto do Sucuriú é o uma das referências locais de ecoturismo, com atrativos como as corredeiras do rio Sucuriú, perfeitas para a prática de rafting, e as descidas de rapel na cachoeira Salto Majestoso, que tem 64 metros de altura.

A alta temporada do turismo em Costa Rica é marcada por um atrativo especial que vai de outubro a dezembro. É o fenômeno da bioluminescência dos cupinzeiros no Parque Nacional das Emas, uma unidade de conservação de 132 mil hectares que abrange os estados de Goiás e Mato Grosso do Sul.

A bioluminescência acontece por conta de uma espécie de vagalume que deposita seus ovos nos buracos dos cupinzeiros. As larvas emitem luzes verdes que brilham e podem ser vistas em noites sem lua e úmidas.

Para realizar o passeio noturno no parque é preciso fazer agendamento e comprar seu voucher (R$ 150 por pessoa). Informações na Central de Atendimento ao Turista, na Praça Central de Costa Rica, na Avenida José Ferreira da Costa, telefone (67) 98127-1952.

SERVIÇO - Secretaria Municipal de Turismo, Meio Ambiente, Esporte e Cultura de Costa Rica. Telefones (67) 99964-2735 / 3247-7070.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário