ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 34º

Lugares por Onde Ando

Destinos de aventura e lazer nos arredores de Campo Grande

Por Paulo Nonato de Souza | 24/07/2021 08:32

Se você mora em Campo Grande, tem planos de viajar no segundo semestre de 2021 e prefere pegar a estrada, solo ou em família, uma boa dica é aproveitar o que Mato Grosso do Sul oferece em abundância: o turismo de natureza. Se a intenção for um passeio por um ou dois dias, no melhor estilo bate e volta, você nem vai precisar ir muito longe.

Há muitas opções de destinos onde poderá curtir atividades ao ar livre, bem de acordo com as recomendações dos protocolos de biossegurança contra o coronavírus. Mas lembre-se de que as campanhas de vacinação contra a Covid-19 estão avançando, já nos sentimos mais aliviados, mas as recomendações sobre cuidados para evitar a propagação do vírus ainda são as mesmas.

Veja abaixo 6 dicas de destinos turísticos de natureza nos arredores de Campo Grande para você curtir no estilo bate e volta:

Bodoquena:

Passeio de caiaque duck no rio Betione, um dos atrativos do Cachoeiras Serra da Bodoquena (Foto: Fernando Peres/Divulgação)
Passeio de caiaque duck no rio Betione, um dos atrativos do Cachoeiras Serra da Bodoquena (Foto: Fernando Peres/Divulgação)

Distante 264 km de Campo Grande, o município de Bodoquena é uma opção de destino que se enquadra perfeitamente no perfil do turismo neste momento da pandemia: próximo, acesso de carro e com muitas atividades ao ar livre em meio a natureza. Que tal um fim de semana sem o estresse do trânsito e preocupações urbanas em um cenário rural com conforto e aconchego para toda a família? Uma boa alternativa é a fazenda de turismo Cachoeiras Serra da Bodoquena, localizada  a 3 km do centro da cidade de Bodoquena,

A Serra da Bodoquena, que além de Bodoquena abrange os municípios de Bonito, Jardim, Miranda e Porto Murtinho, é um lugar perfeito para apreciar a fauna e a flora. São milhões de anos desenvolvendo uma natureza diferenciada, imensas cavernas, rios de águas transparentes e belas cachoeiras. Nem precisa ser um praticante de turismo de aventura. Basta gostar do verde e do cheiro do mato.

Bonito (Aventura de bike)

Alternativa sustentável de mobilidade, o turismo de bike é basicamente ao ar livre e proporciona conhecer lugares com muito mais autonomia (Foto: Divulgação) 
Alternativa sustentável de mobilidade, o turismo de bike é basicamente ao ar livre e proporciona conhecer lugares com muito mais autonomia (Foto: Divulgação)

Em Bonito você tem a opção de encarar o turismo de aventura em cima de bicicletas. Além de ser uma alternativa sustentável de mobilidade, o turismo de bike é todo ao ar livre e possibilita conhecer lugares com muito mais autonomia, porque você pode fazer o seu próprio ritmo e parar onde e quando quiser, nem precisa ser um ciclista do dia a dia ou um atleta de MTB (Mountain Bike). Se ficou interessado, ligue para o Allan Velcic, da Rota Aventura, uma operadora de cicloturismo local especializada em trilhas e roteiros de bike (67-98459 7900).

Aquidauana: 

Estrada ecológica de acesso para o Morro do Paxixi, local de contemplação da natureza, a 23 km do centro de Aquidauana (Foto: Francisco Ribeiro/Arquivo) 
Estrada ecológica de acesso para o Morro do Paxixi, local de contemplação da natureza, a 23 km do centro de Aquidauana (Foto: Francisco Ribeiro/Arquivo)

Para quem segue na rodovia BR-262 a partir de Campo Grande são 140 km até a cidade de Aquidauana. É a primeira escala de um roteiro pela região do Pantanal que também inclui Miranda e Corumbá. São 74 km entre Aquidauana e Miranda, depois mais 191 km até Corumbá.

Aquidauana apresenta uma grande variedade de atrações turísticas, como as belezas naturais da Serra de Maracaju, um conjunto de montanhas que divide o Estado de Mato Grosso do Sul. A leste tem os campos de cerrado e a oeste a planície pantaneira, com cachoeiras, cavernas e até praias de areia branca às margens do Rio Aquidauana.

Jardim (Lagoa Misteriosa): 

Em Jardim, a Lagoa Misterioso é lugar perfeito para fazer flutuação (Foto: Divulgação)
Em Jardim, a Lagoa Misterioso é lugar perfeito para fazer flutuação (Foto: Divulgação)

Distante 237 km de Campo Grande pela rodovia BR-060. Uma atração que vale muito a pena é a Lagoa Misteriosa. Com profundidade desconhecida, a lagoa tem 30 metros de largura e 60 de cumprimento. O passeio localizado na fazenda Recanto Ecológico Rio da Prata, a 36 km de Jardim, inclui flutuação (R$ 166 por pessoa) e mergulho com cilindro (R$ 400 por pessoa com direito aos equipamentos necessários). O almoço é servido na sede do Recanto Ecológico Rio da Prata ao preço de R$ 56 por pessoa.

Rio Negro (Vale do Alcantilado): 

Travessia do Vale do Alcantilado, atrativo de turismo de natureza em Rio Negro, município a 154 quilômetros de Campo Grande (Foto: Reprodução) 
Travessia do Vale do Alcantilado, atrativo de turismo de natureza em Rio Negro, município a 154 quilômetros de Campo Grande (Foto: Reprodução)

O Vale do Alcantilado, mais conhecido pelo nome de Estância Arco Íris, uma propriedade privada no município de Rio Negro, a 154 km de Campo Grande, soa como uma boa dica de destino de lazer em ambiente de natureza e atividades ao ar livre com deslocamento de carro. Chegando em Rio Negro são mais 15 km de estrada de terra até a Estância Arco Íris. Na ida a sensação é de que você não vai chegar nunca, mas as belezas naturais do lugar compensam.

Por conta da pandemia de Covid-19 e das recomendações para se evitar o contágio e a propagação do coronavírus, o turismo regional de natureza está em alta pela preferência cada vez maior por viagens de carro para destinos próximos, e o Vale do Alcantilado se encaixa no conceito de bate e volta. A lista de atrativos inclui uma cachoeira de mais de 60 metros de altura, trilhas, piscina natural e sítios arqueológicos com cavernas de mais de 10 mil anos, batizadas de a Toca do Índio I e a Toca do Índio II.

Furnas do Dionísio (Jaraguari)  

Distante apenas 40 km de Campo Grande, Furnas do Dionísio, no município de Jaraguarí, é lugar pefeito para contemplar a natureza (Foto: Reprodução)
Distante apenas 40 km de Campo Grande, Furnas do Dionísio, no município de Jaraguarí, é lugar pefeito para contemplar a natureza (Foto: Reprodução)

O lugar é um paraíso com morros, cachoeira, vegetação nativa e muita história da época da escravidão. Furnas do Dionísio, uma comunidade quilombola, fica em Jaraguari, distante 40 km de Campo Grande. Pela proximidade, se você é campo-grandense, é uma bela opção para um programa de fim de semana.

Uma boa dica é fazer o agendamento e buscar informações antes de sair de casa. Assim você pode programar serviço de guia e até almoço no local. Ligue (67) 99976-7087.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário