A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

24/10/2016 11:10

Mês está abaixo da média, mas domingo concentrou 41% da chuva

Yarima Mecchi
Choveu em média 22,8 mm em Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)Choveu em média 22,8 mm em Campo Grande. (Foto: Alcides Neto)

A chuva que atingiu Campo Grande na tarde de ontem (23) foi quase a metade do que já choveu em todo o mês de outubro. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) até esta segunda-feira (24) choveu 55 milímetros em Campo Grande sendo que ontem a média da cidade foi 22,8mm.

Segundo a meteorologista Helena Balbino, o esperado do mês é de 139 mm, mas o mês deve fechar abaixo da média. Ela explica que o ano hidrológico de Mato Grosso do Sul começa em outubro, mas que se intensifica em novembro. "Agora começa a estação da chuva, a gente espera que seja boa para encher os reservatórios".

A previsão para última semana do mês é de chuva em toda cidade nesta terça-feira e quarta-feira, a minima esperada é de 22ºC e a máxima de 33ºC. A quinta-feira será de pancadas isoladas e a máxima não deve passar de 24ºC. Na sexta-feira a temperatura vai cair e o esperado é mínima de 14ºC.

Para o sábado a previsão é de amanhecer com minima de 12ºC, mas durante o dia a temperatura aumenta. Quem for votar no domingo, segundo o Inmet, não precisa de preocupar com guarda-chuvas pois a previsão é sol. "É possível que sábado e domingo seja de calor", afirma Helena.

Veja Mais
Rua amanhece alagada após chuva e prejudica trânsito em bairro
Na rua onde cratera engoliu asfalto, cada chuva é um drama para morador

Água chegou a tampar o meio-fio em algumas ruas. (Foto: Alcides Neto)Água chegou a tampar o meio-fio em algumas ruas. (Foto: Alcides Neto)

Chuva causou estragos - Entre os estragos da chuva está uma cratera se abriu no bairro Nova Lima, na Rua Jerônimo Albuquerque – assista abaixo. Moradores filmaram o momento em que a asfalto cedeu e é possível notar que a borda do buraco continua sedendo e aumentando o diâmetro.

De acordo com a Águas Guariroba, concessionária responsável pelo abastecimento de água em Campo Grande, no local houve o rompimento de uma tubulação de drenagem que atingiu a tubulação de água da concessionária e equipes técnicas da empresa realizaram o reparo ontem.

Além do Nova Lima, outras regiões da cidade também ficaram prejudicadas por causa da chuva. Leitores enviaram ao Campo Grande News fotos de ruas e casa alagadas em bairros como Tiradentes, Jardim Canguru, Leblon, Panamá, Portal Caiobá, Santo Amaro e Jardim Centro Oeste.


De acordo com a prefeitura a Defesa Civil Municipal não foram registrados casos de famílias que tiveram que deixar suas casas. E apenas foram realizados atendimento em três casas alagaram, sem gravidade, no bairro Taveirópolis. Sendo as três localizadas no mesmo terreno.


Segundo o Inmet a durante a chuva de ontem os ventos chegaram a 72 quilômetros por hora em Campo Grade e ao menos 49,6 mil raios atingiram a cidade.

Árvores atingiram rede elétrica - De acordo com a concessionária de energia elétrica, a Energisa, sete bairros tiveram o fornecimento interrompido por causa da chuva. Segundo nota enviada pela empresa, a intensidade da chuva e dos ventos derrubou árvores de grande porte e lançou objetos à rede elétrica, ocasionando graves danos como o rompimento de cabos e fios.

A empresa ressalta que, nesses casos, os reparos são de maior complexidade e devem obedecer protocolos de segurança. Foram registradas ocorrências de falta de energia em parte dos bairros Taveirópolis, Leblon e São Conrado, Nova Lima, Jardim Panamá, Vila Planalto e Santo Antônio.

Como alerta a empresa pede para que a população não se aproxime de cabos ou postes com fiação elétrica caída no chão. Em casos como este o consumidor pode acionar a empresa pelo 0800 722 7272 e deve isolar a área para que outras pessoas também não se aproximem.​




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions