A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 18 de Outubro de 2018

02/10/2018 13:48

A tecnologia como ferramenta essencial para o desenvolvimento do Direito

Por Marcus Novaes (*)

Pensando nos desafios que eu, como advogado, passo e cheguei à conclusão de que o maior obstáculo, tanto para mim, quanto para meus colegas de profissão é se ver enquanto pessoa e olhar de igual para igual dentro dos serviços que oferecemos e clientes que atendemos. Nós não conseguimos fazer nada sozinhos, e o tempo é muito escasso nos dias atuais, por isso vejo como necessidade a busca em agregar valor ao que fazemos, buscar parcerias e, consequentemente, angariar novos projetos.

Além disso, uma área que tem me mostrado ser uma excelente fonte para tais pontos, é a tecnologia, que nos disponibiliza diversas ferramentas que podem nos auxiliar no dia a dia. Hoje, as mudanças acontecem de forma tão rápida, que é importante estarmos cientes da nossa maturidade, profissional e pessoal, pois ela reflete diretamente na aplicação e execução dos que fazemos.

A primeira vez que tive contato com o mundo de TI foi em um evento da LawTech da Startese, onde pude conhecer várias soluções tecnológicas voltadas para a advocacia. Eu lembro de ter ficado assustado, porque no primeiro contato eu tive a sensação que a inteligência artificial viria para engolir tudo, inclusive nós advogados. Mas conforme fui me aproximando mais desse mundo, entendi que ela jamais vai fazer tudo sozinha, porque ela precisa da condução do "seu humano", e que precisamos nos abrir para caminharmos e nos desenvolvermos juntos a ela.

Desde que comecei a me inteirar sobre essas questões, pensei que precisava criar mais um pilar de atuação, de mais um nicho jurídico para meu escritório e começar a entender sobre a parte do Direito que inclui questões sobre internet, direitos civis voltados para redes e mídias digitais, startup´s e afins, porque tudo o que nasce quebrando paradigmas e crescendo exponencialmente, como é o caso da tecnologia, tem consequência no âmbito jurídico.

Tenho me percebido fascinado por tecnologia, e tenho buscado conhecimento sobre esse segmento. Desde o marco inicial da internet, muita coisa já aconteceu. Tenho ido em muitos eventos sobre tecnologia, tanto para minha área como de alguns clientes. Recentemente participei do Conecta Imobi, maior evento de mercado imobiliário da América Latina realizado pelo Grupo Zap, onde pude participar de palestras maravilhosas com CEOs de grandes empresas e ter contato com empresas e startups que levam soluções tecnológicas para imobiliárias, corretores, construtoras, incorporadoras e para o mercado imobiliário em geral.

É impressionante a visão dessas pessoas, a partir dali enxerguei uma coisa maravilhosa: as empresas não podem mais pensar em anos, tem que se pensar em décadas, porque essas soluções vêm para ficar. São coisas que a gente não imagina. E justamente por isso não podemos dormir no ponto, se não seremos engolidos, não pela tecnologia em si, mas por uma juventude que tem mostrado vir para quebrar regras e transformar nosso modo de viver.

Infelizmente, vejo muitos advogados receosos em aderir a aplicações tecnológicas, mas vejo que nós precisamos mesclar nosso know how com o que há de novo no mercado. Assim, é possível melhorar e qualificar nosso atendimento, desde o primeiro contato com o cliente, até a pós venda de nossos serviços. Além disso, é necessário que hoje tenhamos uma base de dados muito boa. É isso o que tenho feito e que tem me ajudado a ter mais conhecimento sobre os clientes que já tenho e os que chegam, porque assim consigo procurar novas soluções para cada caso.

Ressalto sempre que a tecnologia é capaz de nos ligar, de aumentar as pontes e melhorar nossos serviços, mas não podemos nos esquecer dos nossos princípios e propósitos, a pessoalidade é essencial. Você pode ter uma ferramenta ótima de relacionamento, mas você precisa ter tempo para seu cliente, para aquilo que você faz. Usar a tecnologia da informação a nosso favor, mas dar qualificação para nossos colaboradores, prestadores, associados, para que todos estejam inteirados.

Prego muito nos meus cursos de Direito Imobiliário que, hoje, o corretor imobiliário está em extinção, ele precisa buscar conhecimento e equilíbrio, e alinhar tudo isso para ter noções básicas em diferentes áreas, para ter informação de valor para passar aos seus clientes, além de simplesmente intermediar uma compra ou locação de imóvel. Relaciono essa necessidade em "agregar valor" também em minha área para todos os ramos do Direito, pois a Tecnologia veio para ajudar toda e qualquer pessoa e profissão. Quando eu falo em mudanças, eu falo de buscar uma nova forma de enxergar nossa relação com o mundo, falo de uma quebra de paradigmas. A gente precisa olhar com outros olhos e estar atento a todos tipos de tecnologia.

No meu escritório, percebi que uma plataforma de administração de processos não basta. É preciso uma plataforma que esteja inteiramente ligada com meus clientes, para entender o que ele faz, acompanhar suas mídias sociais, etc. Já é possível automatizar todo processo interno de administração judicial do cliente, então é possível buscar soluções que minimizem tudo isso.

Muitas vezes o cliente não enxerga os detalhes do nosso trabalho, focando apenas nos resultados, e a tecnologia tem ajudado à mostrar toda e qualquer movimentação do processo e atuação do advogado responsável, tem ajudado no contato com os clientes, tem ajudado na angariação ética de novos clientes, na administração financeira, no marketing do escritório, enfim, em todas as áreas do meu escritório, mostrando para o cliente que estamos trabalhando continuamente, através de notificações, mensagens e nos colocando à disposição para dúvidas e afins.

A tecnologia é o futuro, tudo vai ser plataforma. Vejam, o Uber, Netflix, Amazon e diversas outras empresas, que "se vendem" solucionando dores dos seus clientes, diminuindo à quase "zero" a quantidade de clientes insatisfeitos. Assim como eu falo que o corretor tem que virar um "consultor imobiliário", o advogado tem que mudar como se identifica, ele tem que se ver como um "consultor jurídico". "Um advogado vende serviços jurídicos, um consultor jurídico, faz o mesmo que qualquer advogado, porém, munido de conhecimento diversos e noções básicas em diversas outras aéreas, vende informações e tecnologias monetizadas por serviços jurídicos, e isso é uma grande diferença".

Todo esse contato com a área tecnológica e com outras áreas, como o marketing, me fez entender que preciso cada vez mais, saber quais são as dores dos meus clientes para que eu também possa criar soluções dentro daquilo que eu faço para eles, de forma coerente e concisa, empoderando tanto a mim quanto a eles. Tudo tem um propósito e não podemos separar o lado profissional do pessoal, precisamos agregar valor para o que fazemos, além do retorno financeiro. E eu enxergo que assim como a parceria entre empresas, entre pessoas, entre profissionais, são essenciais para nossos negócios, a parceria do advogado ou qualquer outro profissional com a tecnologia é essencial, para a nossa "sobrevivência profissional".

Sobre Marcus Novaes

Também conhecido como Doutor Poupança por seu canal no YouTube, o advogado e palestrante Marcus Novaes, tem como propósito repassar informações valiosas tanto em sua área de atuação como em outras áreas interligadas ao direito, dividindo suas dores para que outras pessoas, não precisem senti-las.

Constantemente, orienta sobre "teses rentáveis" ligadas ao mercado imobiliário, tanto no Direito Tributário quanto em outras áreas do direito, dentre elas, teses que possibilitam a redução e restituição de impostos de transmissão de imóveis ITBI e ITCMD e soluções de litígios.

Com 18 anos de experiência, atua neste segmento desde o início de suas atividades profissionais sempre oferecendo à imobiliárias, proprietários, investidores e empresários uma assessoria completa em todas as fases da aquisição de imóveis, seja através de compra e venda particular, integralização de quotas sociais, leilão, herança ou partilha ou na administração e locação de imóveis.

Também atua no "Planejamento Sucessório" reduzindo custos, impostos e possibilidade de litígio entre herdeiros e na "Proteção de patrimônio e redução de Imposto de Renda".

Recentemente, vem palestrando para Grupo de Investidores, corretores, advogados, contadores, vendedores, sobre "como se destacar no mercado", como aumentar a renda, além de outras palestras ligadas ao mercado imobiliário em geral. Para saber mais sobre esses cursos e treinamento, acesse sua página pessoal: www.marcusnovaes.com.br

Para saber sobre a atuação profissional como Consultor Jurídico, acesse também: www.madinovaesadv.com.br e o Blog www.madinovaesadv.com.br/blog e mídias sociais, Facebook, Instragram, e Canal do YouTube, procurando, @marcusnovaes ou @doutorpoupanca.

Médicos-veterinários e zootecnistas comprometidos com transparência e inovação
Vivemos tempos decisivos. Momento de escolher quem irá nos representar pelos próximos anos. No mês em que o processo democrático fervilha no país, mé...
Qualidade para antever o futuro da indústria
A qualidade na indústria acompanha as constantes mudanças disruptivas, orquestradas pelos avanços das tecnologias e inovações que movem o mercado. Ca...
Nobel sinaliza sobre fragilidade da economia frente às variáveis ambientais
Dois americanos foram os vencedores do Prêmio Nobel de Economia este ano. Ambos escolhidos por seus estudos estarem relacionados com interações entre...
Riscos fazem parte da evolução
Num mundo globalizado como o que vivemos, onde as informações surgem a cada instante e é possível realizar compartilhamentos de conteúdos e ideias, i...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions