A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Junho de 2018

03/03/2014 14:37

Comunicação organizacional como diferencial estratégico

Por Juliana Mantelli (*)

A comunicação, pura e simples, é um fato em qualquer contexto organizacional. Nenhuma empresa, sendo pequena, média ou grande, privada ou pública, sobrevive sem uma prática comunicativa, ainda que os processos não sejam parte da política da instituição. Sendo assim, a comunicação pode ser entendida como um pilar fundamental que dá forma à organização, fazendo-a ser aquilo que realmente é.

Com o avanço tecnológico e a velocidade com que as mudanças econômicas, políticas e sociais acontecem, as organizações são sempre desafiadas quanto às suas estratégias de gestão, cultura e valores. Fica cada vez mais difícil manter uma competitividade elevada e acompanhar a concorrência.

Olhando para dentro das empresas, vemos como as relações com os colaboradores e os modelos administrativos a cada dia precisam ser repensados. Atualmente, o grande desafio dos comitês de gestão está na busca por novos rumos na forma de interações com equipes, fugindo do estilo vertical e impositivo e buscando novas formas de ação, que são permeadas pela valorização do trabalho em equipe e pela autonomia de todos os envolvidos.

Em qualquer contexto analisado, tanto interno quanto externo às organizações, quando existe o interesse de formar uma cultura baseada em valores chave e projetar uma boa imagem organizacional ao mercado, os processos de comunicação não devem ser entendidos como ações pontuais trabalhadas em busca de objetivos específicos, mas sim como parte essencial de uma construção estratégica do negócio e identidade empresarial.

A cada momento, fica claro que a comunicação é chave e contribui de forma significativa para incentivar relações mais participativas e mais flexíveis, proporcionando uma via de mão dupla propícia ao equilíbrio de vontades e necessidades, entre colaborador e empresa. A comunicação organizacional precisa ser analisada de forma integral, sendo considerada um elemento fundamental para criação e manutenção da cultura, além de ser base para todos os processos de uma organização.

Ao assumir a comunicação como parte estratégica do negócio, as organizações passam a enxergar as relações com seus públicos de forma diferente. Entender a importância e sua influência sobre cada um de seus stakeholders é reconhecer diversas ramificações, formas de relacionamento e maneiras de trabalho dentro de um mesmo teto.

A SOU, empresa focada em desenvolvimento de pessoas, entra no seu quinto ano de vida e assume uma postura onde a comunicação organizacional tem sido base para a maior parte da tomada de decisões. Com o crescimento do quadro de colaboradores, aumento da carteira de clientes e fluxo de trabalho, o amadurecimento se tornou inevitável. De forma muito transparente e organizada, a empresa passou a trabalhar seus valores, reconhecendo assim a qualidade de seus profissionais como sendo os grandes responsáveis pela decolagem da empresa.

Portanto, vemos que restringir a comunicação como ação interna e pontual nas empresas pode ser considerado um grande erro - já que ao utilizar as ferramentas disponíveis, sejam voltadas ao público interno ou externo, ajuda e muito as organizações a alcançarem bons resultados. Além disso, o esforço para construção de uma boa imagem institucional é fundamental, visto que uma imagem forte e saudável perante todos os públicos é pilar essencial para o sucesso de um negócio.

(*) Juliana Mantelli é relações públicas e analista de negócios da SOU Educação Corporativa

Condução coercitiva e os aspectos jurídicos
Em que pese tratar-se de temática absorta pela legislação processual penal desde a década de 40 (especificamente 1942, quando da entrada em vigor do ...
A carne mais barata do mercado é a carne negra
Os números apresentados pelo Atlas da Violência de 2018 mostram a agudização nas tendências do perfil de assassinatos cometidos no Brasil: a vítima é...
O impacto da arte
Campo Grande foi agraciada neste fim de semana com um espetáculo de dança-teatro que, certamente, é digno de ser apresentado nas maiores cidades do m...
Promessas inviáveis
Nos próximos seis meses, assistiremos a três eventos: bons jogos de futebol, repetitivas eleições e promessas inviáveis. Os primeiros, em função da C...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions