A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 20 de Novembro de 2018

17/09/2017 14:59

Em busca do círculo virtuoso

Oscar Alejandro Fabian D Ambrosio (*)

O Museu do Santander Cultural, em Porto Alegre, RS, foi fechado e a exposição em cartaz, denominada Queermuseu, foi cancelada domingo último (10/9). A questão merece breve análise, que pode ser feita pelos pontos de vista de seus protagonistas: quem produziu a exposição, quem a mostrou e quem a vê. No fundo, é claro, está uma reflexão ainda maior, a discussão do que é a arte e qual é o seu papel.

Vamos começar por esse último ponto. A arte é geralmente vista de duas grandes maneiras: ou como uma forma do criador trabalhar a diferença entre o mundo que ele vê o que gostaria de ver; ou como uma eterna diferença entre aquilo que se deseja fazer e o que efetivamente se consegue. No primeiro caso, haveria uma inquietação permanente; no segundo, uma frustração.

Qualquer exposição, portanto, do ponto de vista do curador e dos artistas que a integram, traz um posicionamento crítico perante o mundo. A instituição que a abriga, no presente caso, uma casa com nome e experiência suficientes para ter avaliado previamente o material, deve estar preparada para repercussões variadas. O público, por sua vez, tem o pleno direito de gostar ou não do que vê e de se manifestar, desde que de maneira civilizada e republicana, se assim julga necessário e importante.

Interromper a exposição parece romper o círculo virtuoso acima proposto: artistas e curadores inquietos, instituições que estimulam o diálogo e livre opinião do público. Pode gerar um círculo vicioso: receio de curadores e artistas, pavor das instituições e restrições para o público ver o polêmico e diferente - e se habituar a conviver com a diferença e a diversidade. A cultura, que se alimenta justamente dos diálogos entre os dissemelhantes - não da confirmação das igualdades - sai perdendo nesse processo, o que é ruim para a arte de modo geral e para o cenário plástico brasileiro em particular.

(*) Oscar D'Ambrosio é Doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp.

 

Como fazer boas compras sem cair em uma armadilha
A maior e mais famosa data promocional do comércio está chegando e com ela a euforia de comprar aquele objeto de desejo por um preço amigo. A vontade...
A Consciência Negra e as cores da desigualdade
O Dia da Consciência Negra faz referência ao dia da morte de Zumbi, líder do Quilombo de Palmares, que lutou para preservar a cultura dos africanos q...
Comércio exterior: que política?
O governo que assume a partir de 1º de janeiro de 2019 ainda não anunciou as diretrizes que deverão nortear a sua futura política de comércio exterio...
Esperança, confiança e desenvolvimento
Em seu ótimo livro Sapiens, o historiador Yuval Noah Harari discute porque alguns impérios antigos cresceram e se desenvolveram, e outros ficaram est...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions