A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

17/09/2017 14:59

Em busca do círculo virtuoso

Oscar Alejandro Fabian D Ambrosio (*)

O Museu do Santander Cultural, em Porto Alegre, RS, foi fechado e a exposição em cartaz, denominada Queermuseu, foi cancelada domingo último (10/9). A questão merece breve análise, que pode ser feita pelos pontos de vista de seus protagonistas: quem produziu a exposição, quem a mostrou e quem a vê. No fundo, é claro, está uma reflexão ainda maior, a discussão do que é a arte e qual é o seu papel.

Vamos começar por esse último ponto. A arte é geralmente vista de duas grandes maneiras: ou como uma forma do criador trabalhar a diferença entre o mundo que ele vê o que gostaria de ver; ou como uma eterna diferença entre aquilo que se deseja fazer e o que efetivamente se consegue. No primeiro caso, haveria uma inquietação permanente; no segundo, uma frustração.

Qualquer exposição, portanto, do ponto de vista do curador e dos artistas que a integram, traz um posicionamento crítico perante o mundo. A instituição que a abriga, no presente caso, uma casa com nome e experiência suficientes para ter avaliado previamente o material, deve estar preparada para repercussões variadas. O público, por sua vez, tem o pleno direito de gostar ou não do que vê e de se manifestar, desde que de maneira civilizada e republicana, se assim julga necessário e importante.

Interromper a exposição parece romper o círculo virtuoso acima proposto: artistas e curadores inquietos, instituições que estimulam o diálogo e livre opinião do público. Pode gerar um círculo vicioso: receio de curadores e artistas, pavor das instituições e restrições para o público ver o polêmico e diferente - e se habituar a conviver com a diferença e a diversidade. A cultura, que se alimenta justamente dos diálogos entre os dissemelhantes - não da confirmação das igualdades - sai perdendo nesse processo, o que é ruim para a arte de modo geral e para o cenário plástico brasileiro em particular.

(*) Oscar D'Ambrosio é Doutor em Educação, Arte e História da Cultura e Mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Unesp.

 

ICMS e agrotóxicos: um exemplo de lucidez em meio ao caos
O amplo conjunto de ações impostas em 2019 por governantes brasileiros no sentido de fragilizar a proteção ao meio ambiente não tem paralelo na histó...
Compliance: benefícios práticos nas empresas
Um dos principais patrimônios de uma organização é, sem dúvidas, sua reputação, que pode ter impacto tanto positivo como negativo nos negócios. Indep...
Um olho no peixe, outro no gato
O agro brasileiro poderia ser bem mais assertivo em sua comunicação com os mercados, aqui e no exterior. Falar mais das coisas boas que faz, seguindo...
Como transformar a nossa relação com a natureza?
Falar em meio ambiente não é algo abstrato. Se traduz no ar puro que respiramos, na água que bebemos e na fauna e flora que nos cercam. Somos depende...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions