A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

25/02/2012 08:28

O candidato da Morena

Antônio César Lacerda Alves

Eu amo Campo Grande. Amo como amam os amantes: apaixonadamente, loucamente, ajoelhadamente!!! Amo como amam os soldados que morrem por suas pátrias. Amo como amam os pais que morrem por seus filhos. Amo e me encanto cada vez mais com a beleza e com as curvas dessa morena de eterna adolescência! Desse amor regado a zelo e cuidado nasce, porém, uma inquietante preocupação: 2012! Ano de eleição para a escolha daquele que cuidará da nossa morena!

Vou tentar explicar o motivo da minha preocupação... Cheguei, transferido da Faculdade de Direito de Bauru (ITE), nessa terra abençoada, em 1980. Na época, num mandato tampão (junho/79 a novembro/80), o Prefeito era o dentista Albino Coimbra; na sequência, por um período inferior a quinze dias (7 a 19 de novembro/80), assumiu o comando municipal Leon Denizart Conte; depois o comando foi transferido para Levy Dias (novembro/80 a abril/82); depois vieram: Valdir Cardoso (6 de abril/82 a 12 de maio/82); Heráclito Figueiredo (12 de maio/82 a 14 de março/83); e Nelly Bacha (14 de março/83 a 20 de maio/83). Como se vê, num período inferior a quatro anos, nossa cidade morena foi comandada por seis prefeitos. Caos total!

Mas, em maio de 1983, nossa morena recebeu uma benção: LÚDIO MARTINS COELHO. Esse homem de jeito simples, mas com determinação e honradez de caráter, deu uma nova vida para a nossa Campo Grande. A casa foi arrumada, uma profunda reforma fundiária urbana foi feita e, a partir de então, tivemos bons prefeitos: Juvêncio César da Fonseca, Lúdio (mais uma vez), Juvêncio (que também retornou), André Puccinelli (que, reeleito, permaneceu por oito anos) e, agora, Nelson Trad Filho (que, também reeleito, vai completar oito anos). Todos eles foram excelentes administradores. Lúdio e Juvêncio, como prêmio pela boa administração, receberam do povo o passaporte para o Senado da República. André foi contemplado com o Governo do Estado. Nelsinho, com maestria e talento, também, está viabilizando o seu passaporte para o futuro...!

Mas, e agora??? Quem ocupará, a partir do ano que vem, esse cargo tão importante?

A mídia tem falado em vários nomes: Paulo Siufi, Giroto e Mandetta (pela base de André e Nelsinho); Wander Loubet (PT); Reinaldo Azambuja (PSDB); Antônio João Hugo Rodrigues (PSD); Alcides Bernal (PP); Athayde Nery (PPS), dentre outros.

Ainda que seja uma indagação hipotética, ou uma abstração qualquer, arrisco penetrar no coração da nossa MORENA para saber, se a escolha estivesse nas mãos dela, qual deles ela escolheria?

Sinceramente, na minha opinião, a nossa CIDADE MORENA começaria essa análise pelo passado de cada um dos candidatos e, ao final, com certeza, ela escolheria alguém que tivesse uma bonita história de vida, um cavalheiro, honesto, trabalhador e sem condenações na justiça; enfim, um verdadeiro FICHA LIMPA!!!

... Esse cargo poderia, inclusive, ser ocupado por uma DAMA, por que não???

(*) Antônio Cézar Lacerda Alves é advogado. (lacerda_alves@hotmail.com)

A dedicação que fez a diferença
Em Botucatu-SP, a chegada em 1963 da antiga Faculdade de Ciências Médicas e Biológicas (FCMBB) se fez pela dedicação de muitos. Seu estabelecimento c...
O roubo amago do cedro!
A história de um país que remete-nos a antiguidade histórica também leva-nos a homenagear nesse 22 de novembro a história de um povo que carrega em s...
Quando tudo podemos, o que queremos?
A feminilidade atual convive com o tempo e não é obscurecida pela maturidade, ao invés, resplandece, iluminada por uma luz que transcende os modelos ...
Imposto sindical e o fim da sua obrigatoriedade
O “imposto sindical”, assim denominado pela CLT no atual artigo 578, é uma contribuição obrigatória devida por todos aqueles que participarem de uma ...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions