ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Bolsonaristas resistem e PRF usa bomba de efeito moral para desobstruir BR-163

Manifestantes tentaram colocar fogo de novo em pneus e policiais começaram a usar força para abrir rodovia

Silvia Frias e Mariely Barros | 01/11/2022 08:01
Policial dispara bomba de efeito moral na ação de retirada de manifestantes na BR-163. (Foto: Henrique Kawaminami)
Policial dispara bomba de efeito moral na ação de retirada de manifestantes na BR-163. (Foto: Henrique Kawaminami)

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) está usando bombas de efeito moral para desmobilizar o protesto na BR-163, na saída para Cuiabá, em Campo Grande. Os bolsonaristas que fecharam o trecho resistem em cumprir a decisão determinada pela Justiça Federal de Mato Grosso do Sul.

Logo cedo, por volta das 7h, os policiais avisaram que a rodovia deveria ser desobstruída, sob pena de multa diária. Cerca de 60 manifestantes se mostraram indignados, enquanto observavam a equipe da CCRMS Via apagar o fogo dos pneus que atravessavam a rodovia.

Policiais em ação na BR-163, em cumprimento de decisão judicial. (Foto: Henrique Kawaminami)
Policiais em ação na BR-163, em cumprimento de decisão judicial. (Foto: Henrique Kawaminami)

Os ânimos se exaltaram e os manifestantes voltaram a colocar fogo no material usado no protesto.

Os policiais mudaram a tática e passaram a usar granada de gás para forçar a saída dos manifestantes. A ação mais contundente durou cerca de 15 minutos e a pista foi liberada. O grupo permanece sob uma barraca, mas longe da pista. Mais cedo, disseram que tinham intenção de continuar o movimento, mas na frente do CMO (Comando Militar do Oeste).

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News

A Justiça Federal de Mato Grosso do Sul concedeu liminar determinando a liberação das rodovias, com multa diária de R$ 10 mil por pessoa física e de R$ 100 mil por pessoa jurídica que apoie os movimentos.

Além da decisão da Justiça Federal, há também determinação dada pelo ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Alexandre de Moraes, que ampliou a ordem de retirada, sendo feita para PRF e policiais militares.

#atualizada às 8h15 para atualização de informações



Nos siga no Google Notícias