ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 21º

Cidades

"Bonitão do PCC" vai ser transferido para presídio federal

Local da custódia não foi informado, por segurança; a determinação é da Justiça Federal em Ponta Porã, onde responde a processo

Por Lucia Morel | 13/01/2021 14:56
Giovanni foi preso no sábado, 9, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. (Foto: Divulgação)
Giovanni foi preso no sábado, 9, em Pedro Juan Caballero, no Paraguai. (Foto: Divulgação)

O traficante Giovanni Barbosa da Silva, vulgo "Bonitão do PCC" ou "Coringa” será transferido para uma penitenciária federal. A determinação é da Justiça Federal em Ponta Porã, onde tramita processo contra ele por tráfico internacional de drogas e armas.

“Bonitão” foi preso na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, no sábado, 9, onde na madrugada de domingo, 10, houve tiroteio e tentativa de resgatá-lo da custódia por integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital). Outros dois brasileiros foram presos na ocasião, mas respondem por crimes cometidos no país vizinho, onde estão presos.

Giovanni, ainda no domingo, foi extraditado ao Brasil e hoje, a Justiça Federal determinou sua transferência para presídio federal, mas não foi informado para qual unidade prisional ele será encaminhado, por questões de segurança. Por ser um dos principais líderes do PCC no Paraguai, há risco de nova tentativa de resgate aqui no Brasil.

Ao pedir a transferência de “Bonitão”, o Ministério Público Federal destacou sua “proeminência” entre os integrantes do PCC, além de frisar o histórico de tentativas de resgate dos líderes da facção.

A investigação sobre o envolvimento de Giovanni com o PCC é um desdobramento da Operação Exílio, aberta em 25 de junho de 2020, para cumprir nove mandados de busca e apreensão em Ponta Porã (MS) e um em São Bernardo do Campo (SP).

Segundo o MPF, a apreensão de armas, drogas, documentos e equipamentos eletrônicos “comprovou o envolvimento de Giovanni nos crimes de organização criminosa, tráfico internacional de drogas e tráfico internacional de armas, colocando-o no papel de uma das lideranças mais influentes do PCC na fronteira do Brasil com o Paraguai, provavelmente ocupando o posto de “Geral do Paraguai””.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário