ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Caminhão da Rota Bioceânica segue parado aguardando documentação para exportação

Segundo a Alfândega, os procedimentos para obter os documentos começaram com a contratação de um despachante

Por Jhefferson Gamarra | 27/11/2023 16:19
Caminhão frigorífico carregado com carnes no pátio da Receita Federal em Ponta Porã (Foto: Tião Prado - Pontaporainforma)
Caminhão frigorífico carregado com carnes no pátio da Receita Federal em Ponta Porã (Foto: Tião Prado - Pontaporainforma)

O caminhão frigorífico que marcou a estreia do trecho da Rota Bioceânica, partindo de Campo Grande, continua estacionado no pátio da alfândega em Ponta Porã, a 323 quilômetros de Campo Grande, aguardando a documentação necessária para prosseguir viagem rumo ao porto do Chile.

O veículo, carregado com 12 toneladas de carne desossada e congelada da JBS, está retido desde sexta-feira (24), conforme relatos do delegado da alfândega local, Daniel Saldivar, devido à ausência dos documentos necessários para exportação.

Segundo o setor de despacho aduaneiro da Alfândega, os procedimentos para a obtenção dos documentos começaram nesta segunda-feira com a contratação de um despachante pelos responsáveis pela carga. A transportadora Brasil Fleet já enviou a procuração para dar entrada na documentação necessária.

Em relação à proibição da viagem, a Receita Federal esclareceu que, atualmente, a Rota Bioceânica ainda está em construção, não havendo uma operação plenamente habilitada para a exportação por transporte terrestre, sendo necessário o desembaraço para transporte direcionado ao modal fluvial.

O delegado da alfândega, Daniel Saldivar, mencionou ainda que não há um prazo fixo para a apresentação dos documentos, porém, a empresa pode cancelar o despacho de exportação perante a Receita. Caso os documentos corretos sejam apresentados, a liberação do carregamento pode ocorrer no mesmo dia. Porém, se a documentação não for providenciada em 15 dias, o sistema automaticamente cancela a declaração de exportação.

A reportagem tentou contato com a JBS, responsável pela carga transportada, mas até o momento da publicação desta matéria, não houve retorno.

Matéria editada às 7h33 de 28/11 para correção de informação sobre a propriedade do caminhão.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias