ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 24º

Economia

Caminhão que inaugura Rota Bioceânica fica retido em Ponta Porã

O veículo frigorífico de cargas ficou retido por falta de documentação de acordo com a Receita Federal

Por Gabriel de Matos | 26/11/2023 20:40
Caminhão frigorífico sendo carregado com produtos para viagem pela Rota Bioceânica (Foto: Divulgação)
Caminhão frigorífico sendo carregado com produtos para viagem pela Rota Bioceânica (Foto: Divulgação)

O caminhão frigorífico de cargas que inaugurou oficialmente o trecho da Rota Bioceânica, saindo de Campo Grande, está retido em Ponta Porã, distante a 323 km da Capital. Conforme informações do delegado da alfândega de Ponta Porã, Daniel Saldivar, o veículo está desde a última sexta-feira (24) na cidade. O motivo informado foi falta de documentações.

Ele complementou que assim que os documentos que faltaram forem apresentados, o caminhão seguirá viagem. "Creio que amanhã tudo será sanado e o caminhão seguirá".

Este foi o primeiro embarque oficial de mercadorias que serão transportadas pela Rota Bioceânica. O caminhão frigorífico está carregado com 12 toneladas de carne desossada e congelada da empresa JBS.

A carreta com carne bovina oriunda de Mato Grosso do Sul faria a travessia de balsa pelo Rio Paraguai e tinha o caminho previsto pelo interior do Paraguai e da Argentina até o destino, no porto de Iquique, no norte do Chile.

O Campo Grande News contatou a assessoria de imprensa da JBS para esclarecimento da situação. Até o momento, não houve retorno oficial. O espaço segue aberto.

Veículos da expedição Rila embarcando em balsa no Rio Paraguai (Foto: Paulo Cruz) 
Veículos da expedição Rila embarcando em balsa no Rio Paraguai (Foto: Paulo Cruz)

Rota e expedição - A Rota Bioceânica criará importante conexão viária entre o Centro-Oeste brasileiro e o Oceano Pacífico, tendo início em Mato Grosso do Sul e desembocando em Porto Murtinho. Dali, o trajeto cruza o território paraguaio por Carmelo Peralta, Mariscal Estigarribia e Pozo Hondo.

Depois, o trecho atravessa o território argentino passando pelas cidades de Misión La Paz, Tartagal, Jujuy e Salta, ingressando no Chile pelo Passo de Jama, até alcançar os portos de Antofagasta, Mejillones e Iquique. A rota tem o trecho de 3.320 km no total.

Na sexta-feira (24), a 3ª Expedição da Rota Bioceânica ou Rila (Rota de Integração Latino-Americana) saiu de Campo Grande cerca de 100 participantes. A saída do comboio composto por 35 veículos está prevista para ocorrer em frente ao Monumento Rila.

A meta da comitiva é atestar a viabilidade econômica da Rota Bioceânica indicando aos participantes todo o processo aduaneiro, alfandegário e de desembaraço que passam os produtos exportados.

Matéria editada às 7h35 de 28/11 para correção sobre a propriedade do veículo.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias