ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Com estoque baixo, Hemosul alerta que vacinados e quem contraiu covid podem doar

Para evitar aglomerações as doações podem ser agendadas por telefone

Por Jhefferson Gamarra | 27/03/2021 09:11
Imunizados precisam aguardar o prazo de doação estabelecido por cada tipo de vacina (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Imunizados precisam aguardar o prazo de doação estabelecido por cada tipo de vacina (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

O Hemosul faz um alerta para o baixo estoque de sangue e convoca os doadores de todas as tipagens, especialmente aqueles dos tipos O-, O+ e A+ para doação. Além do apelo para os doadores, o Hemosul esclarece ainda que mesmo pessoas que contraíram covid-19 e a população que foi vacinada podem fazer a doação.

Doadores que tiveram quadros leves da doença devem aguardar 30 dias após a cura clínica para realizar a doação. Em casos moderados e graves, devem aguardar alta médica e passar pela avaliação da triagem clínica.

Pessoas que receberam a vacina Coronavac, produzida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan, podem doar 48h após a imunização. Já quem recebeu o imunizante Oxford/AstraZeneca, produzido em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), precisa esperar sete dias.

Para doar, é necessário ter em mãos documento oficial com foto, estar bem alimentado e bem de saúde, ter mais de 55 quilos e idade entre 16 e 69 anos. Menores de idade precisam estar acompanhados do responsável legal.

Em Campo Grande, o Hemosul Coordenador, localizado na Avenida Fernando Corrêa da Costa, atende de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, e aos sábados das 7h às 12h, também está disponível para coleta a unidade da Santa Casa com horário de atendimento de segunda a sexta das 7h às 11h.

Doações - Para evitar aglomerações e oferecer mais segurança aos doadores durante a pandemia, as doações podem ser agendadas. Basta entrar em contato com estes números de telefones (67) 3312-1516, (67) 3312-1529 ou whatsapp (67) 99298-6316.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário