ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, QUINTA  18    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Com foco em oftalmologia, recurso de R$ 15 milhões vai custear cirurgias em MS

Procedimentos serão feitos em 11 cidades onde há fila de espera

Por Cassia Modena | 31/01/2024 08:05
Cirurgia de catarata é realizada em hospital de Santa Rita do Pardo (Foto: Divulgação/Governo de MS)
Cirurgia de catarata é realizada em hospital de Santa Rita do Pardo (Foto: Divulgação/Governo de MS)

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) publicou resolução hoje (31), que destina o total de R$ 15,9 milhões para fazer cirurgias eletivas em 11 cidades de Mato Grosso do Sul. A prioridade para o uso do recurso serão as oftalmológicas.

São 11.958 os pacientes que aguardam procedimentos relacionados à saúde dos olhos no Estado, segundo a pasta. A maioria precisa de cirurgia de catarata com implante de lente (7.003) e capsulotomia a yag laser (2.610), que deixa a membrana ocular transparente de novo. Serão também atendidos os que aguardam outras cirurgias, como a de correção de estrabismo.

As prefeituras que aderiram e terão pacientes atendidos com as cirurgias oftalmológicas serão Aquidauana, Campo Grande, Cassilândia, Corumbá, Costa Rica, Coxim, Dourados, Maracaju, Naviraí e Paranaíba.

Programa - As cirurgias serão realizadas por meio do programa estadual MS Saúde - Mais Saúde, Menos Fila, que começou a ser executado no ano passado, com o objetivo de zerar filas para as cirurgias eletivas que aumentaram especialmente durante a pandemia de covid-19.

A maior demanda, em 2023, foram as cirurgias eletivas ortopédicas. Além dos procedimentos cirúrgicos, consultas e exames foram levados em mutirões até os pacientes da Capital e interior do Estado.

As verbas para custear o programa somam valores enviados pelo Ministério da Saúde, por meio do Programa Nacional de Redução de Filas, com investimento dos cofres estaduais.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas  redes sociais.

Nos siga no Google Notícias