ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 10º

Cidades

Concorrência em concurso da Guarda Municipal é de 52 candidatos por vaga

Expectativa era atrair 25 mil inscritos, mas dos 24 mil que fizeram ficha, só 15,3 mil pagaram taxa

Por Anahi Zurutuza | 18/03/2021 13:06
Equipe da Guarda Municipal durante fiscalização (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Equipe da Guarda Municipal durante fiscalização (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Com 15.300 inscrições efetivadas, a concorrência para o concurso da Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande caiu de 73 para 52 candidatos por vaga.

A expectativa do secretário municipal de Segurança e Defesa Social, Valério Azambuja, era que o processo seletivo atraísse 25 mil inscritos. A Prefeitura da Capital até decidiu ampliar o prazo de inscrições – muitos dos candidatos haviam reclamado da data final para o pagamento da taxa, que era em 1º de março e, portanto, antes do quinto dia útil (data em que a maioria dos trabalhadores recebe os salários). Mas, do total de 24.614 candidatos que preencheram o formulário, somente 14.459 realizaram o pagamento da inscrição e poderão passar pelas provas. Outras 841 pessoas conseguiram a isenção e também disputarão as etapas. São ao todo 273 vagas.

A concorrência entre os cotistas negros é de 49 candidatos por vaga, já que 1.324 se inscreveram para as 27 posições reservadas. Para as 14 vagas reservadas para índios, 210 estão na disputa – 15 para cada cargo. São 115 pessoas com deficiência inscritas e 115 vagas – concorrência de 8 candidatos por vaga , portanto.

Conforme adiantou o Campo Grande News em matéria publicada no dia 19 de fevereiro, a ideia é chamar pelo menos 800 candidatos que passarem na primeira fase, para que após a última etapa do certame, restem aprovados pouco mais da quantidade de profissionais que realmente tomarão posse nos cargos.

O concurso terá seis etapas: prova objetiva (marcada para 16 de maio), exame de aptidão física (em 13 de junho), avaliação psicológica, exame médico e toxicológico, investigação social e por fim, o curso de formação técnica-profissional. Todas são eliminatórias, mas só a primeira é classificatória.

Valério Azambuja afirma que a previsão é ter novos guardas empossados e estejam nas ruas no primeiro semestre de 2022.  Ele explica ainda que além das várias fases do concurso, o curso de formação terá de 600 a 700 horas/aula. “Esses profissionais já sairão habilitados para usar armas, com o porte”.

O salário inicial é de 1.690,02, mais bolsa alimentação no valor de R$ 294. Os rendimentos poderão chegar até a R$ 14 mil ao longo da carreira, depois que a prefeitura aprovou o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário