ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
ABRIL, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 26º

Cidades

Condenado em MS por matar cunhado a tiros é preso 5 anos depois no MT

Crime aconteceu em fevereiro de 2019 na cidade de Eldorado e autor foi encontrado em Sorriso

Por Ana Paula Chuva | 20/02/2024 12:19
Movimentação no local onde a vítima foi morta em 2019 (Foto: Divulgação | PCMS | Arquivo)
Movimentação no local onde a vítima foi morta em 2019 (Foto: Divulgação | PCMS | Arquivo)

Juarez Lessa de Souza, 48 anos, foi preso nesta terça-feira (20) em Sorriso no Mato Grosso. Ele foi alvo de mandado de prisão por sentença condenatória por ter assassinado o cunhado João Cirineo, 61 anos. O crime aconteceu em fevereiro de 2019 no assentamento Floresta Branca, em Eldorado, distante 442 quilômetros de Campo Grande.

A prisão foi efetuada em um trabalho conjunto entre as delegacias de Eldorado e Sorrido. De acordo com a denúncia do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), o crime aconteceu no dia 24 de fevereiro daquele ano por volta das 7h50. Na ocasião, João foi atingido por diversos tiros nas regiões do tórax, costela e virilha. Ele morreu antes do socorro chegar por conta de hemorragia aguda.

Ainda conforme a denúncia, oferecida em abril daquele mesmo ano, Juarez matou o cunhado por motivo torpe já que agiu por vingança porque João o havia esfaqueado após uma briga em abril de 2017. No local, foi encontrada a motocicleta do autor a uns 150 metros da vítima que estava caída ao lado de sua bicicleta.

Juarez foi identificado por testemunhas. Logo após matar João, o homem fugiu para área de mata nos fundos do assentamento. No dia 28 daquele mês, ele se apresentou na delegacia de Eldorado acompanhado por advogada. Em depoimento, ele contou que tinha rixa antiga com o cunhado.

Segundo o relato do homem, João teria dito que queria manter relações sexuais com a esposa de Juarez e os dois acabaram cortando relações. No entanto, em abril de 2017, eles tiveram a briga e o cunhado o atingiu com diversos golpes de faca. Ele ficou bastante ferido e foi encaminhado para Dourados, onde passou vários dias internado.

Já no dia 24 de fevereiro de 2019, Juarez relatou estar andando de moto pelo assentamento procurando diárias para trabalhar quando passou por João que parou a bicicleta e teria colocado a mão na cintura dizendo que mataria o cunhado. Assustado, homem afirmou em depoimento que sacou a arma que estava carregando e apontou para a vítima.

João saiu correndo e Juarez foi atrás disparando diversas vezes com um revólver calibre 38 comprado dois anos antes. Em seguida ele fugiu para a área de mata. Ele foi preso pelo crime e em outubro de 2020 passou por julgamento no Tribunal do Júri onde foi condenado a 6 anos de prisão em regime fechado, mas teve o direito de recorrer em liberdade.

Porém, em novembro de 2021 ele teve novo mandado de prisão expedido pelo juiz Vinicius Aguiar Milani, da Vara Única de Eldorado que foi cumprido nesta terça-feira.

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias