ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  22    CAMPO GRANDE 31º

Cidades

Dengue chega a 12 mil casos confirmados em semana sem mortes

Levantamento aponta que 13 óbitos seguem em investigação no âmbito estadual

Por Gustavo Bonotto | 19/06/2024 21:57
O mosquito transmissor da dengue, Aedes aegypti. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
O mosquito transmissor da dengue, Aedes aegypti. (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

O último boletim semanal sobre a dengue em Mato Grosso do Sul mostra que o estado atingiu a marca de 12.197 casos confirmados em 2024. O levantamento, divulgado na tarde desta quarta-feira (19), detalha 20.264 casos prováveis, 13 óbitos em investigação e 26 mortes confirmadas pela doença.

Conforme registros do período, nos últimos 14 dias Itaquirai lidera o ranking dos municípios com alta incidência da doença. Figueirão, Itaquiraí, Laguna Carapã, Antônio João, Iguatemi, Naviraí, Rio Negro, Brasilândia, Vicentina e Caracol compõem a lista.

A maioria das mortes, inclusive, ocorreu em cinco dessas mesmas cidades: Coronel Sapucaia, Laguna Carapã, Naviraí e Ponta Porã. As demais onde houve registro foram Maracaju, Chapadão do Sul, Dourados, Laguna Carapã, Naviraí, Sete Quedas, Amambai, Paranhos e Ponta Porã.

Ainda segundo o documento, a campanha de imunização já aplicou 50.768 doses no público-alvo. A Qdenga, vacina desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda Pharma, foi adotada em âmbito nacional pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

A vacinação contra a dengue é recomendada para crianças e adolescentes entre 10 e 14 anos, 11 meses e 29 dias, faixa etária que concentra o maior número de hospitalização por dengue, dentro do quadro de crianças e adolescentes de 6 a 16 anos.

Em relação à Chikungunya, o Estado já registrou 4.328 casos prováveis, sendo 804 confirmados. Não há óbitos registrados. Segundo dados do período compreendido entre a semana epidemiológica 23 até a semana epidemiológica 24, os municípios de Itaquiraí, Antônio João e Iguatemi possuem incidência média da doença.

Receba as principais notícias do Estado no WhatsApp. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nas redes sociais: Facebook, Instagram e TikTok

Nos siga no Google Notícias