A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019

01/08/2019 15:57

Exército destrói 1,8 mil armas que estavam em poder do TJMS

Armamento e munições foram apreendidos durante andamento de processos

Marta Ferreira
Armas são destruídas pelo Exército. (FotoArmas são destruídas pelo Exército. (Foto

O Exército destruiu, nesta quarta-feira (31), 1,8 mil armas, encaminhadas pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. Denominada “Operação Vulcão”, faz parte das iniciativas previstas em acordo de cooperação técnica entre o Conselho Nacional de Justiça e o Exército Brasileiro.

São armas de fogo e munição apreendidas e estão sob a guarda do Poder Judiciário, mas não têm mais interesse para o andamento dos processos, mas também não se enquadram nas normas para doação aos Órgãos de Segurança Pública e às Forças Armadas.

A ação reuniu quatro unidades. Ficou a cargo do 44º Batalhão de Infantaria Motorizado, “Batalhão Laguna”, sediado em Cuiabá (MT). Também deram apoio de militares do 9º Batalhão de Engenharia de Combate, do 18º Batalhão de Transportes e da 14ª Companhia de Polícia do Exército.

De acordo com a Exército, a destruição das armas de fogo contribui, “de forma substancial, para a garantia da integridade da população e a preservação da vida.”

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions