ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  06    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Gestante surda terá direito a intérprete de Libras durante pré-natal

Profissional também ficará à disposição no trabalho de parto nas unidades de saúde de MS

Por Leonardo Rocha | 14/07/2020 09:03
Gestante durante consulta de pré-natal (Foto: Ana Nascimento - MDS)
Gestante durante consulta de pré-natal (Foto: Ana Nascimento - MDS)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) sancionou a lei que obriga os estabelecimentos públicos de saúde a dispor de uma intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais) para gestantes surdas durante as consultas de pré-natal, no trabalho de parto  e pós parto.

As unidades de saúde terão que disponibilizar deste profissional, assim que foi solicitada por esta paciente (gestante surda). O governo estadual ainda vai regulamentar e detalhar como esta lei vai funcionar na prática. Estas medidas entram em vigor no prazo de 60 dias.

A proposta foi apresentada pelo deputado João Henrique Catan (PL), sendo aprovada pelos deputados. O autor justificou que estas gestantes possuem dificuldades para se comunicar com os profissionais de saúde durante a consulta e na hora de ter o parto.

“Fiquei preocupado com as mulheres surdas, que têm esta dificuldade de receber do seu médico, durante o pré-natal, todas as orientações na sua língua de sinais, como ocorre com a mulher que tem audição perfeita”, justificou.

Por esta razão, este intérprete de Libras fará a função de mediador entre a paciente e o médico, dando mais “segurança e tranquilidade” em todo processo de gestação. A medida teve o aval dos parlamentares e agora a sanção do governador.