A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

04/04/2019 19:08

Governo faz aporte e espera normalização de repasse de programa em junho

O ministro Gustavo Canuto admitiu que em janeiro e fevereiro houve um contingenciamento severo no Governo

Fernanda Palheta e Humberto Marques
À esquerda ministro Gustavo Canuto ao lado do governador Reinaldo Azambuja (Foto: Paulo Francis)À esquerda ministro Gustavo Canuto ao lado do governador Reinaldo Azambuja (Foto: Paulo Francis)

Com o reforço orçamentário pedido ao governo federal em março deste ano, o ministro do desenvolvimento regional, responsável pelas obras do Minha Casa, Minha Vida, Gustavo Canuto, espera normalizar o repasse do programa em junho. Ele acredita que a partir de abril verba comece a ser paga.

"Entre janeiro e fevereiro deste ano realmente teve um congestionamento severo no Governo federal, que deve ser normalizado a parir deste mês", admitiu o ministro. Desde janeiro deste ano as construtoras não recebem o repasse do programa e começam a sinalizar ameaçar a paralisação as obras nos Estado.

Canuto admitiu que é necessário mais recurso e destacou o papel da reforma da previdência. Segundo ele, o programa Minha Casa, Minha Vida terá repasse de R$ 300 milhões a R$ 400 milhões para os próximos meses, para obras de todo o Brasil.

Apesar dos problemas enfrentados no primeiro trimestre do ano, o ministro do desenvolvimento regional, garantiu que o programa não está ameaçado. "É um programa importante e o Governo atual tem um compromisso para cumprir", afirmou.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions