A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 14 de Outubro de 2019

25/09/2019 18:00

Governo prevê R$ 5,5 milhões para mais uma etapa da Caravana da Saúde

Foco será a realização de cirurgia eletivas em várias regiões do Estado

Tainá Jara e Anahi Zurutuza
Na primeira etapa da Caravana da Saúde em 2019, o foco foram os procedimentos oftalmológicos (Foto: Paulo Francis)Na primeira etapa da Caravana da Saúde em 2019, o foco foram os procedimentos oftalmológicos (Foto: Paulo Francis)

O Governo de Mato Grosso do Sul terá R$ 5,5 milhões para investir na nova Caravana da Saúde, que deve ser realizada de outubro a dezembro deste ano. A previsão de recurso está publicada no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (25).

Conforme a SES (Secretaria de Estado de Saúde), o foco desta etapa será a realização de cirurgias eletivas. Somente em Campo Grande, 4,3 mil pessoas estão na fila para realização de procedimentos em diversas especialidades. A maior parte é de cirurgias gerais (abdominal, videolaparoscópica e trauma) e ortopédicas.

Cirurgias eletivas são aquelas que não têm caráter de urgência e dependem de marcação para serem executadas.

Os hospitais interessados em participar devem fazer adesão ao Programa Estadual de Cirurgias Eletivas: Caravana da Saúde de Cirurgias Eletivas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a secretaria, os procedimentos visam à redução no tempo de espera por cirurgia e poderão ser realizados por meio do atendimento de mutirões.

A regulação do acesso dos pacientes, o agendamento e a realização dos procedimentos deverão considerar preferencialmente a fila de espera registrada na Central de Regulação, a qual deve considerar tanto a ordem de ingresso, bem como critérios clínicos que justifiquem a priorização.

Primeira etapa – Edição da Caravana da Saúde já foi realizada entre junho e julho deste ano. Foram realizadas 3 mil cirurgias oftalmológicas em estrutura montada no Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande.

De acordo com a Ses, a maior demanda foi de cirurgias de catarata, que totalizaram 2,5 mil procedimentos. O número é 50% maior do que a meta inicial do governo, de 2 mil cirurgias oftalmológicas.

O número de consultas realizadas nos 19 dias de programa também superou a previsão inicial. Das oito mil consultas previstas inicialmente, a Caravana executou mais de 10 mil.

A quantidade de exames também foi maior que a esperada. Dos 24 mil planejados, foram contabilizados mais de 43 mil ao fim do prazo estipulado.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions