ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  19    CAMPO GRANDE 24º

Cidades

Gráficos mostram queda vertiginosa de mortes por covid na última semana

Boletim deste sábado informa mais 4 mortes, todas de pessoas com mais de 62 anos e com comorbidades

Por Ângela Kempfer | 11/09/2021 10:45
Gráfico de novos casos desde janeiro de 2021. (Foto: Reprodução)
Gráfico de novos casos desde janeiro de 2021. (Foto: Reprodução)

Tanto em novos casos de infecção, quanto de mortes, os gráficos divulgados pelo governo do Estado continuam mostrando queda vertiginosa dos números da pandemia em Mato Grosso do Sul. Neste sábado (11), a semana termina com um dos menores índices desde que a doença surgiu. Se continuar neste ritmo, será pior apenas que os 4 primeiros meses da pandemia, em março, abril, maio e junho de 2020.

A queda de infectados e óbitos foi ainda mais acentuada nos últimos 7 dias, conforme o monitoramento.

Conforme os dados divulgados neste sábado, 4 pessoas morreram vítimas da doença desde ontem, em Mato Grosso do Sul, uma em Campo Grande.

Todas apresentavam alguma comorbidade e tinham entre 62 e 85 anos. A Secretaria de Saúde tem alertado pessoas nessa faixa a procurarem o reforço da 3ª dose da vacina contra a covid, porque estudos mostram que a imunidade cai após 6 meses da aplicação da 2ª dose.

No total de hoje, são mais 55 infectados pela doença no Estado. O número de pessoa com o vírus ativo também caiu consideravelmente, está em 1.627 pessoas em isolamento domiciliar ou hospitais. Mas apenas 197 estão internadas, 120 em UTIs.

A lotação de Unidades de Terapia intensiva segue abaixo de 64%, índice máximo registrado em Dourados. Na Macrorregião de Campo Grande, 54% dos leitos de UTIs estão ocupados.

Em preto, os números de óbitos por semana, com queda acentuada nos últimos 7 dias. (Foto: Reprodução)
Em preto, os números de óbitos por semana, com queda acentuada nos últimos 7 dias. (Foto: Reprodução)


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário