ACOMPANHE-NOS    
JULHO, TERÇA  27    CAMPO GRANDE 16º

Cidades

Ministério decreta emergência ambiental em MS de maio a dezembro de 2021

Portaria abrange regiões em períodos específicos e facilita tomada de ações, como nos incêndios no Pantanal

Por Silvia Frias | 05/03/2021 07:47
Equipes da Prevfogo no combate aos incêndios no Pantanal, em 2020, "ano de fogo" na região (Foto/Arquivo)
Equipes da Prevfogo no combate aos incêndios no Pantanal, em 2020, "ano de fogo" na região (Foto/Arquivo)

Portaria do Ministério do Meio Ambiente declara estado de emergência ambiental em Mato Grosso do Sul, no período de maio a dezembro de 2021, época em que começa a estiagem e aumentam os casos de incêndios no Pantanal.

A portaria não especifica as regiões, apenas o estado, sendo assinada pelo ministro Ricardo Sales e publicada hoje no Diário da União. Maio é considerado mês derradeiro das chuvas, o período da vazante, quando as águas vão diminuindo e ficam concentradas nos rios, bacias e riachos. O pico da seca, regularmente, é entre setembro e outubro, mas em 2020 começou antes.

 No caso de Mato Grosso, o estado de emergência ambiental é válido de abril a novembro de 2021. Outras regiões do País também foram beneficiadas com decreto, porém, em épocas de chuva.

O reconhecimento de emergência ambiental é instrumento que pode facilitar ações de combate aos incêndios em MS, possibilitando ao estado acesso a recursos da União, assistência e restabelecimento de serviços essenciais à população.

Nos anos de 2019 e 2020 o Pantanal de MT e MS sofreu com os focos de incêndio no período de grande estiagem, agravado pelas ações humanas. No ano passado o fogo consumiu cerca de 30% do território pantaneiro, o equivalente a mais de 4 milhões de hectares, de acordo com dados do Lasa (Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais) da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro).

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário