ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Ministério prevê entregar 7º lote da vacina para MS nesta semana

Serão 30 milhões de doses distribuídas para todo o País até o final do mês

Tainá Jara | 07/03/2021 18:34
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

O Ministério da Saúde prevê entregar nesta semana, o sétimo lote de vacinas para Mato Grosso do Sul. Ainda não se sabe quantas doses o Estado deve receber, apenas que o plano é distribuir 30 milhões de vacinas até o final de março para todo o País.

Em Mato Grosso do Sul, a vacinação começou no dia 18 de janeiro e, até o momento, foram encaminhadas 286.454 doses em seis lotes que incluem doses da CoronaVac e da AstraZenca/Oxford. O último lote, com 28,7 mil doses do Instituto Butantan, chegou na última quinta-feira (4).

Conforme nota divulgada neste sábado pelo Ministério, as previsões de entrega são enviadas à pasta pelos fornecedores dos imunizantes e estão sujeitas a alterações, de acordo com a disponibilidade dos laboratórios e a real quantidade de doses entregues, que pode variar conforme o ritmo de produção dos insumos.

A doses que serão entregues são provenientes de acordos com o Instituto Butantan, AstraZeneca/Oxford (Fiocruz) e consórcio Covax Facility.

Deste total, serão 23,3 milhões de doses (22,7 milhões + 600 mil doses residuais de fevereiro) do Instituto Butantan, enviadas à pasta em remessas semanais. Outros 3,8 milhões da vacina da AstraZeneca/Oxford, previstas para a segunda quinzena do mês, provenientes do primeiro lote produzido no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com matéria-prima importada. Também são esperadas mais 2,9 milhões de doses do mesmo imunizante, adquiridos via consórcio Covax Facility.

A partir do quantitativo exato de doses recebidas, o Ministério da Saúde organiza a divisão de forma proporcional e igualitária aos estados e Distrito Federal. Posteriormente, as doses são enviadas aos estados, responsáveis pela distribuição dos imunizantes a todos os municípios brasileiros, que aplicarão as vacinas em suas 38 mil salas de vacinação.

Confira o cronograma para os próximos meses, sujeito a alterações:


ACORDOS FECHADOS:


Fundação Oswaldo Cruz (vacina AstraZeneca/Oxford)

Janeiro: 2 milhões importadas da Índia (entregues)

Fevereiro: 2 milhões importadas da Índia (entregues)

Março: 3,8 milhões (produção nacional com IFA importado)

Abril: 2 milhões (importadas da Índia) + 30 milhões (produção nacional com IFA importado)

Maio: 2 milhões (importadas da Índia) + 25 milhões (produção nacional com IFA importado)

Junho: 2 milhões (importadas da Índia) + 25 milhões (produção nacional com IFA importado)

Julho: 2 milhões (importadas da Índia) + 16,6 milhões (produção nacional com IFA importado)

Com as entregas de julho, totalizam 112 milhões de doses disponibilizadas ao Ministério da Saúde.

A partir do segundo semestre, com a incorporação da tecnologia da produção da matéria-prima (IFA), a Fiocruz deverá entregar mais 110 milhões de doses, com produção 100% nacional.


Fundação Butantan (vacina Coronavac/Sinovac)

Janeiro: 8,7 milhões, sendo 6 milhões importados da China e 2,7 milhões de produção nacional com IFA importado (entregues)

Fevereiro: 4,2 milhões de produção nacional com IFA importado (entregues)

Março: 23,3 milhões (22,7 milhões previstos para março + 600 mil residual de fevereiro)

Abril: 15,7 milhões (produção nacional com IFA importado)

Maio: 6 milhões (produção nacional com IFA importado)

Junho: 6 milhões (produção nacional com IFA importado)

Julho: 13,5 milhões (produção nacional com IFA importado)

Até setembro, devem ser entregues os demais lotes, totalizando os 100 milhões contratados pelo Ministério da Saúde.


Covax Facility

Março: 2,9 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford – Coreia do Sul)

Até maio: 6,1 milhões (vacina importada da AstraZeneca/Oxford – Coreia do Sul)

Até dezembro, devem ser entregues os demais lotes, totalizando os 42,5 milhões contratados pelo Ministério da Saúde.

Precisa Medicamentos (vacina Covaxin/Barat Biotech/IND)

Total: 20 milhões de doses (importadas da Índia) no primeiro semestre de 2021


EM NEGOCIAÇÃO:


União Química (vacina Sputnik V/Instituto Gamaleya/RUS)

Abril: 400 mil (importadas da Rússia)

Maio: 2 milhões (importadas da Rússia)

Junho: 7,6 milhões (importadas da Rússia)

Total: 10 milhões de doses

Com a incorporação da tecnologia da produção do IFA, com a aprovação da Anvisa, a União Química deverá produzir, no Brasil, 8 milhões de doses por mês.


Pfizer/BioNTech (EUA)

A partir do segundo trimestre de 2021: 100 milhões de doses

Jonhson & Jonhson (vacina Janssen/BEL)

Entre julho e setembro: 16,9 milhões de doses

Entre outubro e dezembro: 21,1 milhões de doses

Total: 38 milhões de doses


Moderna (EUA)

Entre julho e setembro: 3 milhões de doses

Entre outubro e dezembro: 10 milhões de doses

Total: 13 milhões de doses






Nos siga no Google Notícias