ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, SEGUNDA  01    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

MS enfrenta guerra eterna contra dengue, que mata mais 2 pessoas

As duas novas mortes registradas são nas cidades de Sidrolândia e Paranaíba

Por Lucia Morel | 01/04/2020 15:00
Lixo e recipientes vazios que podem acumular água são criadouros para o mosquito da dengue. (Foto: Paulo Francis)
Lixo e recipientes vazios que podem acumular água são criadouros para o mosquito da dengue. (Foto: Paulo Francis)

A guerra em Mato Grosso do Sul não tem sido apenas contra o novo coronavírus, que ontem fez sua primeira vítima fatal. O Estado também enfrenta a dengue, que de semana passada para cá, matou mais duas pessoas, totalizando 21 óbitos pela doença desde janeiro.

MS já contabiliza 15.084 casos confirmados no período, aumento de 1.463 desde quarta-feira passada, quando eram 13.621 confirmações. As notificações também explodiram, saltando de 36.655 para 40.215 de uma semana para outra. São 3.560 casos notificados a mais.

As duas novas mortes registradas são nas cidades de Sidrolândia e Paranaíba. Na primeira, idoso de 67 anos e com hipertensão veio a óbito no dia 19. Quatro dias depois, uma mulher de 75 anos com hipertensão, diabetes e insuficiência renal não resistiu e faleceu.

As mortes este ano foram registradas em 15 municípios: Corumbá, Sete Quedas, Campo Grande, Cassilândia, Pedro Gomes, Nova Andradina, Caarapó, São Gabriel do Oeste, Bodoquena, Chapadão do Sul, Mundo Novo, Dourados, Aquidauana, Sidrolândia e Paranaíba. Na Capital, quatro pessoas morreram com a doença transmitida pelo mosquito.