ACOMPANHE-NOS    
ABRIL, SÁBADO  04    CAMPO GRANDE 18º

Cidades

MS espera R$ 12,7 milhões de Ministério e vai comprar 20 mil testes rápidos

Por Tainá Jara | 25/03/2020 18:08
Testes para comprovação de coronavírus são encaminhados para ser feitos no Lacen (Laboratório Central), em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)
Testes para comprovação de coronavírus são encaminhados para ser feitos no Lacen (Laboratório Central), em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf)

Mato Grosso do Sul vai receber R$ 12,7 milhões em recursos do Ministério da Saúde para serem investidos em ações de combate a pandemia do novo coronavírus, em Campo Grande e no interior do Estado. De acordo com o secretário de estado de Saúde, Geraldo Resende, o dinheiro será utilizado para compra de insumos e equipar leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). O governo do Estado também planeja a compra de 20 mil testes rápidos para detectar a doença.

Em transmissão ao vivo, realizada na tarde desta quarta-feira, o secretário explicou que a verba é proveniente de duas portarias. A primeira libera R$ 2 por habitante do Estado, o que dá em torno de R$ 5,2 milhões. “Todo recurso será canalizado para poder dotar as estruturas hospitalares de Mato Grosso do Sul nos vários municípios, tanto na Capital como no interior”.

Outra portaria destinou cerca de R$ 7,5 milhões para o Estado. Deste dinheiro, os municípios vão receber R$ 2 para cada habitante e o restante será aplicado em ações da secretaria de Saúde para implantação da infraestrutura necessária para atender a população do Estado.

Conforme o secretário, desde o início da pandemia, no final de fevereiro, duas remessas de insumos foram encaminhadas pelo governo federal ao Estado. A distribuição de insumos e equipamentos vai levar em consideração a população de cada município, além da capacidade para instalação, por exemplo, dos leitos de UTI.

A expectativa é instalar 247 novos leitos no Estado, sendo pelo menos 142 de UTI, para complementar os 515 já existentes na rede pública e particular. Dos leitos novos, pelo menos 100 devem ficar no Hospital Regional e outras unidades da Capital.

Testes – O governo ainda prepara a compra de dez mil exames da biologia molecular, como anunciado anteriormente, além de 20 mil exames para fazer testes rápidos para atender os profissionais de saúde e outros servidores que trabalham em ações diretas de combate a pandemia.

“O governador determinou na manhã de hoje a compra de todos os insumos e equipamentos necessários e inclusive está acompanhando passo a passo esse processo de compra”, afirmou o secretário de Saúde.

Conforme publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado, desta terça-feira, foi ratificada a inexigibilidade de licitação para aquisição de kits para diagnóstico de coronavírus em favor da empresa Sintese Biotecnologia LTDA, no valor de R$ 33.960

A SES (Secretaria de Estado de Saúde) também deu seguimento a compra de insumos para montagem dos leitos de UTI. Conforme publicado em edição extra do Diário Oficial do Estado, de ontem, foi feita a dispensa de licitação para aquisição de ventilador mecânico portátil, no valor de R$ 1.368.375.

Desde o início da epidemia do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul, que registrou os dois primeiros casos em 14 de março, o Ministério da Saúde já encaminhou ao governo do Estado, 600 kits para exames de detecção da doença, com capacidade para realizar 15 mil exames.