ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

MS recebe R$ 18,5 milhões para UTIs em hospitais públicos e privados

Valor foi liberado em caráter excepcional pelo Ministério da Saúde para atender demanda

Por Nyelder Rodrigues | 15/09/2021 07:56
Hospital Regional foi a unidade referência para tratamento da covid-19, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Hospital Regional foi a unidade referência para tratamento da covid-19, em Campo Grande. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

O Ministério da Saúde liberou R$ 1,1 bilhão para atender várias cidades e estados no custeio de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) exclusivos para pacientes com covid-19. Os leitos são do tipo II, tanto adulto como pediátrico, conforme relacionado no DOU (Diário Oficial da União), desta quarta (15).

Em todo o país, são 24.614 leitos atendidos, correspondentes ao mês de agosto de 2021. Destes, 386 ficam em Mato Grosso do Sul, estado que vai receber R$ 18.528.000 do montante total do crédito orçamentário extra aberto.

Campo Grande, com 162 leitos, é a cidade que mais vai receber recursos, que vão servir para o custeio de leitos tanto em unidades públicas, como em hospitais privados - espaços contratados para absorver a crescente demanda.

Somando todas as unidades campo-grandenses, o repasse chega a casa de R$ 7.776.000, ficando assim R$ 10.752.000 para os leitos abertos no interior. A unidade com o maior repasse é o HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), com R$ 3.696.000 para 77 leitos. Outros R$ 420 mil vão para a Santa Casa, que manteve 10 leitos.

Já entre os hospitais particulares, o El Kadri vai receber R$ 480 mil por ceder 10 leitos para a prefeitura de Campo Grande, enquanto o Adventista terá R$ 1,9 milhão para custear as 40 vagas abertas ali. A Clínica Campo Grande, que cedeu 25 leitos à rede pública de saúde, receberá R$ 1,2 milhão.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário