ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 30º

Cidades

MS terá meio milhão de doses até final de março

No momento, campanha de vacinação contra a covid-19 está suspensa no Estado por falta de imunizante

Por Tainá Jara | 18/02/2021 18:10
Último lote da vacina chegou no dia 7 de fevereiro em Mato Grosso do Sul (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Último lote da vacina chegou no dia 7 de fevereiro em Mato Grosso do Sul (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

O Ministério da Saúde prevê o envio de mais de meio milhão de doses de vacinas contra a covid-19 para Mato Grosso do Sul até o final de março. O próximo lote deve chegar na próxima semana, entre 23 e 28 de fevereiro.

São 91.196 doses da Coronavac, para aplicação de dose 1 e dose 2, vindas do Butantan e mais 1.848 da AstraZeneca/Oxford, referentes a dose 2.

Até o fim de março, serão encaminhadas mais 215.092 (D1/D2) do Butantan e 199.652 da AstraZeneca. Desta forma, até o final do próximo mês teremos 507.788 doses para serem aplicadas na população.

No momento, a aplicação está suspensa devido a falta do imunizante. As vacinas foram destinadas, até agora, aos grupos prioritários, sendo eles profissionais de saúde e idosos com mais de 80 anos. São cerca de 210 mil em todo o Estado.

Com a chegada da nova remessa, a expectativa é de que o calendário seja retomado para idosos de 79 anos para baixo. Ainda estão previstas mais duas fases: uma com 273,6 mil pessoas para vacinar e uma terceira com população estimada de 228 mil.

Desde janeiro, foram enviadas mais de 222,7 doses para o Estado. O primeiro lote, com 158,7 mil doses da vacina Coronavac, chegou em em 18 de janeiro. A segunda remessa chegou ao Estado em 24 de janeiro, com 22 mil doses da vacina AstraZeneca/Oxford. O terceiro lote chegou ao Estado em 25 de janeiro com 10,2 mil doses da vacina Coronavac produzida no Brasil.

No dia 7 de fevereiro, chegou o quarto lote, com mais de 32 mil doses da vacina chinesa produzida pelo Instituto Butantan, a Coronavac, e um da Oxford/AstraZeneca, a ser produzida no Brasil pela Fiocruz.

A meta é vacinar mais de 2,6 milhões de sul-mato-grossenses. Até o momento, somente 4,17% desse total esta imunizado. A maior parte das doses foi aplicada em profissionais de saúde (46,6%), seguido de indígenas aldeados (26,3%) e idosos de 80 anos ou mais (24,9%). Outros 2% foram aplicados em idosos e deficientes abrigados em instituições.

Boletim epidemiológico estadual da covid-19, divulgado nesta quinta-feira, registrou 833 infectados e 12 novos óbitos, nas últimas 24 horas. Com isso, o Estado já teve 173,2 mil positivados para o coronavírus desde o início da pandemia, e 3.178 pessoas já morreram em decorrência dessa doença.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário