ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUARTA  08    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

MS volta atrás em antecipar 2ª dose e Capital espera chegada de vacinas

Até então, doses têm sido aplicadas com algumas semanas de antecedência para contemplar mais pessoas

Por Guilherme Correia | 15/07/2021 09:11
Um dos pontos de imunização contra a covid-19 em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)
Um dos pontos de imunização contra a covid-19 em Campo Grande (Foto: Marcos Maluf/Arquivo)

Mato Grosso do Sul poderá deixar de antecipar a segunda dose de vacina contra a covid-19, medida feita para imunizar mais pessoas rapidamente, já que a SES (Secretaria Estadual de Saúde) enviou nota informativa aos 79 municípios, se baseando nos tempos estipulados pelo Ministério da Saúde.

Segundo a pasta, a orientação é que intervalos maiores entre as doses oferecem respostas imunes mais robustas após a segunda aplicação, ou seja, garantem imunização mais duradoura.

Sendo assim, com exceção da Janssen, que é de dose única, todas as vacinas teriam uma alteração em sua administração, já que desde maio, elas foram antecipadas em território sul-mato-grossense.

A Coronavac teria de ser aplicada, prioritariamente, com 28 dias de distância entre uma dose e outra, enquanto a Pfizer e a Astrazeneca teriam de ser administradas entre 12 semanas, ao invés de oito semanas.

Procurada, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), em Campo Grande, informa que ainda não recebeu carregamento novo de vacinas, previsto para chegar somente na noite desta quinta-feira (15), e que calendário só será definido quando houver a definição do quantitativo.

A pasta municipal reforça que a antecipação da segunda dose visa a conclusão do ciclo vacinal de quem já recebeu a primeira dose do imunizante, dentro de um limite seguro entre as duas vacinações.

Ainda assim, os detalhes ainda serão definidos pela prefeitura, possivelmente no fim do dia ou na manhã de sexta-feira. "De toda forma, ainda é necessário aguardar o recebimento das vacinas e as orientações sobre aplicação que devem ser repassadas ao município", diz a Sesau.

Imunização - Mato Grosso do Sul segue como líder nacional na aplicação de vacinas contra a covid-19, mas é importante lembrar que a população deve seguir tomando os cuidados de prevenção, como uso de máscaras adequadas, higiene das mãos e distanciamento físico.

Além disso, a SES também destaca a importância em tomar a segunda dose para que seja feita manutenção de um esquema vacinal completo, seguindo o recomendado pelo PNI (Plano Nacional de Imunização).

Segundo o Consórcio de Veículos de Imprensa, o Estado vacinou com apenas uma dose 70,8% da população adulta, enquanto 37,6% foram imunizados.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário