A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

21/09/2019 12:32

Obras em saneamento vão passar de R$ 400 milhões, diz governo

Foi assinado nesta manhã (21), a segunda fase do programa, que trata de R$ 119 milhões para obras em 16 cidades

Leonardo Rocha
Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante evento na sede da Sanesul (Foto: Kisie Ainoã)Governador Reinaldo Azambuja (PSDB), durante evento na sede da Sanesul (Foto: Kisie Ainoã)

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinou hoje (21), junto com prefeitos e a direção da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), um contrato no valor de R$ 119 milhões para obras de saneamento, em 16 cidades do Estado. O tucano revelou que ao todo serão mais de R$ 400 milhões, em três etapas.

Estes investimentos fazem parte de uma parceria com o programa “Avançar Cidades”, sendo financiado pela Caixa Econômica Federal. A primeira edição no Estado, foi no valor de R$ 190 milhões e atendeu 16 municípios. Hoje (21), na sede da Sanesul, foi assinada a segunda fase, que são R$ 113 milhões financiados e mais a contrapartida de R$ 6 milhões (Sanesul).

Para esta edição foram contempladas as cidades: Anaurilândia, Anastácio, Aral Moreira, Bataguassu, Dois Irmãos do Buriti, Figueirão, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Japorã, Mundo Novo, Rio Brilhante, Rio Negro, Rio Verde de Mato Grosso, Ivinhema e Corumbá.

“A nossa intenção é universalizar o tratamento e coleta de esgoto no Estado, porque se trata de um ganho para população, principalmente na saúde, pois quando se investe R$ 1 real em saneamento, se economiza R$ 5 na saúde”, disse o governador durante o evento.

Reinaldo Azambuja assinou o contrato junto com prefeitos e Caixa Econômica Federal (Foto:  (Foto: Kisie Ainoã)Reinaldo Azambuja assinou o contrato junto com prefeitos e Caixa Econômica Federal (Foto: (Foto: Kisie Ainoã)

Próxima - A terceira fase do programa será no final de outubro, com R$ 136 milhões mais 14 municípios, tendo R$ 136 milhões sendo contemplados com obra na área de saneamento, tendo como foco o tratamento de esgoto.

“Depois deste investimento, teremos 40 municípios com mais de 80% de cobertura de esgoto no Estado”, disse o diretor-presidente da Sanesul, Walter Carneiro Jr.

O presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, ponderou que com estes investimentos muitas cidades “saíram do zero” na coleta de esgoto, para ter uma cobertura substancial. “Só nesta fase são 16 cidades e ainda tem mais entrega no final de outubro”.

O diretor de Operações da Sanesul, Onofre Assis de Souza, explicou que as obras desta fase devem começar em janeiro de 2020, tendo prazo de 12 a 24 meses para terminar. Este financiamento junto a Caixa Econômica será pago pela própria Sanesul, através das tarifas junto à população.

“Se a empresa (Sanesul) não tivesse estrutura e capacidade financeira, não teria condições de fazer este empréstimo, ainda vamos melhorar mais o trabalho quando fizermos o PPP (Parceria Público-Privada) do Saneamento, para investirmos mais”, disse Azambuja.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions