ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 23º

Cidades

Pela 1ª vez na pandemia, MS tem mais de mil internados por covid

Em período de um mês, hospitalizações cresceram 110% no Estado

Por Guilherme Correia | 20/03/2021 15:00
Medidas restritivas foram impostas por governo e prefeitura como forma de reduzir danos da covid (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Medidas restritivas foram impostas por governo e prefeitura como forma de reduzir danos da covid (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

Mato Grosso do Sul tem quebrado recorde de internados por covid-19 consecutivamente ao longo dos últimos dias, e neste sábado não foi diferente. São 1.038 pacientes em leitos hospitalares, marca nunca superada nos 12 meses da pandemia.

Comparado com índice apresentado há um mês, houve aumento de 110% - ou seja, mais do que dobrou quantidade de pessoas em estado crítico da doença em período de 30 dias. Isso inclui leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e leitos clínicos, em hospitais públicos e privados de todo o Estado.

Na prática, leitos de terapia intensiva têm sido cada vez mais raros de estarem disponíveis, já que a ocupação tem se mantido em níveis alarmantes há alguns dias. Conforme já reportado pelo Campo Grande News, isso faz com que pessoas tenham chances menores de sobreviver ao vírus.

É o caso da auxiliar de serviços gerais Glainor Mariana da Silva, de 60 anos, vítima da covid-19 que foi intubada em UPA (Unidade de Pronto Atendimento) na Capital - que não possui aparato médico para realizar procedimentos complexos necessários para casos de coronavírus.

Boletim epidemiológico de hoje apontou que a macrorregião de saúde de Campo Grande tinha todas as estruturas ocupadas, além de um excedente, de 5%, ocasionado por pacientes em unidades improvisadas ou inadequadas.

Além disso, com 24 óbitos inseridos nesta manhã em banco de dados estadual, a média dos últimos sete dias é de aproximadamente 29 pessoas sendo vítimas fatais da virose. A alta recente, verificada nas últimas semanas, já supera os piores ápices da doença no Estado. Veja o gráfico de mortes diárias por covid:

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário