ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, SEXTA  14    CAMPO GRANDE 27º

Cidades

Presença da covid-19 em Dourados triplicou entre maio e junho, aponta pesquisa

Universidade do RS mapeou população que apresentou anticorpos para covid em 133 cidades; em MS, levantamento foi parcial

Por Silvia Frias | 04/07/2020 15:48
Pesquisa foi feita por meio do teste rápido para covid-19 em três cidades de MS (Foto/Arquivo: Kisie Ainoã)
Pesquisa foi feita por meio do teste rápido para covid-19 em três cidades de MS (Foto/Arquivo: Kisie Ainoã)

A Ufpel (Universidade Federal de Pelotas) concluiu estudo que estima a proporção de casos do novo coronavírus em 133 cidades do País. Em Mato Grosso do Sul, a pesquisa foi feita em três municípios, constatando o avanço da doença, principalmente em Dourados, com índice de 0,4% mais que triplicou, chegado a 1,4%.

O EPICOVID19-BR também incluiu Campo Grande e Corumbá na pesquisa em MS. O levantamento foi feito em três fases (14 e 21 de maio, 4 e 7 de junho e 21 e 24 de junho), totalizando 89.397 entrevistas e testes em 133 cidades brasileiras para identificar a proporção de pessoas que apresentam anticorpos contra o Sars-CoV-2 - ou seja, que estão ou tiveram covid-19. Para isso, equipes submeteram a testes rápidos em pessoas aleatoriamente sorteadas.

No resultado global, o percentual da população com anticorpos foi de 1,9% na fase 1 para 3,8% na fase 3, aumento de 23% entre os períodos. Da fase 1 para fase 2, que obteve índice de 3,1%, o crescimento foi de 53%.

Os resultados para MS foram parciais. A coletas de dados na fase 1 em Campo Grande foi interrompida quando chegou a 113 testados depois que os pesquisadores foram confundidos com golpistas e levados à delegacia. O número é abaixo do estipulado como meta na pesquisa. Na fase 2, foram testados 203 pessoas e nenhuma apresentou anticorpos. Na fase 3, mais 203 exames e apenas um foi positivo para covid-19, obtendo índice de 0,4%.

Em Corumbá, 250 pessoas foram testadas em cada fase e duas apresentaram anticorpos na fase 3, resultando índice final de 0,9%. Em Dourados, os testes detectaram anticorpos na fase 2 (1) e fase e (4), fazendo com que o índice passasse de 0,4% para 1,4% no fechamento da pesquisa.

O EPICOVID19-BR também avaliou a adesão da população ao distanciamento social. O percentual das pessoas que relatou sair de casa diariamente aumentou de 20,2% na fase 1 para 23,2% na fase 2 e para 26,2% na fase 3 (21 a 24 de junho).

No outro extremo, o percentual de pessoas que relatou ficar em cada todo o tempo diminuiu de 23,1% na fase 1 para 20,5% na fase 2 e para 18,9% na fase 3.