A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019

16/04/2019 13:57

Presidente de Câmara afastado e ex-vereador foram presos pelo Gaeco

A força-tarefa apura desvios que podem chegar a R$ 900 mil na Câmara Municipal de Água Clara, a 198 km de Campo Grande

Anahi Zurutuza e Aline dos Santos
Viatura do Gaeco em rua de Água Clara na manhã desta terça-feira (Foto: Direto das Ruas)Viatura do Gaeco em rua de Água Clara na manhã desta terça-feira (Foto: Direto das Ruas)

O presidente afastado da Câmara de Água Clara, Vicente Amaro (PDT), e o ex-vereador Valdeir Pedro de Carvalho, o Biroca (MDB), foram presos pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) durante o cumprimento de mandados da Operação Negócio de Família.

A força-tarefa apura desvios que podem chegar a R$ 900 mil na Câmara Municipal de Água Clara, a 198 km de Campo Grande.

Conforme a investigação a fraude e os desvios aconteciam com licitações na modalidade carta convite, direcionadas a empresas pré-determinadas. Desta forma, a empresa que vencia a licitação não prestava o serviço, porém recebia todos os valores, que, depois, eram repassados aos agentes públicos envolvidos.

O alvo é uma organização criminosa acusada de peculato (crime de funcionário público contra a administração), fraude a licitações e falsidade ideológica. Ao todo, a Justiça de Água Clara expediu 8 mandados de busca e apreensão, 4 de prisão preventiva e 3 medidas cautelares diversas da prisão.

Agentes apreenderam armas quando vasculharam os endereços. Não há informações sobre o motivo das prisões de Amaro e Biroca – se eram alvos de mandados de prisão ou houve flagrante.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions