ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SÁBADO  11    CAMPO GRANDE 20º

Cidades

Profissionais que atenderam paciente morta por causa da Covid-19 têm o vírus

Eleuzi Silva Nascimento, paciente de 64 anos, estava internada em Dourados, mas primeiro foi tratada em Nova Andradina

Por Anahi Zurutuza, Liniker Ribeiro e Helio de Freitas | 31/03/2020 14:44
Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, confirmou primeiro óbito em MS nesta tarde (Foto: Liniker Ribeiro)
Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, confirmou primeiro óbito em MS nesta tarde (Foto: Liniker Ribeiro)

Dois profissionais de saúde do hospital particular de Nova Andradina que recebeu Eleuzi Silva Nascimento, de 64 anos, testaram positivo para o novo coronavírus. A paciente, moradora da Bataypoã, morreu hoje, no Hospital da Cassems em Dourados.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, os trabalhadores estão bem e em isolamento domiciliar, em Nova Andradina, onde moram.

Conforme investigou a SES (Secretaria de Estado de Saúde), Eleuzi contraiu a doença após contato com duas irmãs que estiveram na Bélgica, país europeu. Uma delas também tem o vírus.

A paciente de 64 anos, ainda conforme o secretário, tinha uma “pneumopatia grave” – enfisema pulmonar –, o que dificultou o tratamento e rapidamente agravou o quadro. Ela procurou hospital em Nova Andradina no dia 16 de março e ficou internada até o dia 23. No dia 24, voltou à unidade, muito pior. “Como no hospital inexistia equipamentos para ventilação mecânica, ela foi transferida para Dourados e, apesar dos cuidados, evoluiu para óbito”.

Eleuzi morreu aos 64 anos. (Foto: Reprodução Facebook)
Eleuzi morreu aos 64 anos. (Foto: Reprodução Facebook)

A internação na unidade hospitalar de Dourados foi no dia 25 deste mês. O Campo Grande News apurou que Eleuzi teve morte cerebral (não foi divulgado o dia), todos os protocolos foram cumpridos e às 12h30 desta terça-feira (31), foi declarado o óbito.

Batayporã, onde Eleuzi vivia, tem outras duas pessoas com o coronavírus. Em Mato Grosso do Sul, até ontem (30), quando a SES divulgou o último boletim, eram 44 casos confirmados e nenhum óbito.

Novas informações serão divulgadas às 16h, mas o secretário Geraldo Resende já adiantou que o boletim mostrará “um acréscimo de casos de ontem para hoje”.