ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, TERÇA  19    CAMPO GRANDE 25º

Cidades

Projeto de anos, outdoor e site anunciam shopping das Moreninhas

Shopping anuncia que vai abrigar 196 lojas satélites, sete lojas âncoras e até um cinema em 63 mil m² de terreno

Por Paula Maciulevicius Brasil | 25/11/2020 08:40
Outdoor anuncia o tão esperado shopping das Moreninhas. (Foto: Direto das Ruas)
Outdoor anuncia o tão esperado shopping das Moreninhas. (Foto: Direto das Ruas)

Um outdoor na Avenida Gury Marques, região sul da cidade, está surpreendendo os campo-grandenses porque traz o anúncio do Shopping Cidade Morena, projeto que há pelo menos oito anos é promessa para as Moreninhas.

A construtora responsável, Celso Hirota, descreve que o shopping ficará um terreno de 63 mil m², com 21 mil m² de área locatável, ou seja, somatória da área disponível para locação das lojas. O empreendimento já tem site com informações até de venda de espaços, além das imagens de como vai ficar o shopping.

A escolha pelo ponto foi estratégica, segundo a construtora, levando em conta que a região é desprovida de um polo de consumo que venha "suprir as necessidades de uma das regiões com maior densidade demográfica da cidade". Ainda segundo informações da própria construtora, serão contemplados 250 mil residentes das imediações.

Imagem do projeto divulgada no site do Shopping Cidade Morena. (Foto: Reprodução)
Imagem do projeto divulgada no site do Shopping Cidade Morena. (Foto: Reprodução)

Na ficha técnica, o shopping anuncia que vai abrigar 196 lojas satélites, sete lojas âncoras e quatro semi-âncoras, seis mega-lojas, além de praça de alimentação com capacidade para 1,4 mil lugares, três restaurantes e até um cinema.

Ainda no site, o shopping se mostra aberto para investimentos de franquias divididas em três faixas: até R$ 200 mil, até R$ 500 mil e acima de R$ 500 mil.

Em 2017, a construtora e a Prefeitura de Campo Grande tiveram uma reunião para apresentação da proposta. O shopping seria erguido em quatro etapas nas Moreninhas 2, próximo à agência do Banco do Brasil.

À época, a construtora disse que já tinha desenvolvido o projeto de marketing e arquitetura, mas estava na fase burocrática. O lançamento estava previsto para o segundo semestre de 2017, o que não ocorreu.

Em janeiro deste ano, voltou a se falar do shopping mas quanto à logística da região, quando se falou da construção de um novo acesso para as Moreninhas, a partir do Bairro Rita Vieira.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário