ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUINTA  16    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Saúde investiga se mortes em 3 dias são efeito de cepa que surgiu em MS

Com uma segunda onda de covid-19 mais mortal e de rápida transmissão, há desconfiança de que haja nova linhagem no Estado

Por Lucia Morel | 29/01/2021 18:11
Quanto mais pessoas se contaminam, mais capacidade o vírus tem de se modificar. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)
Quanto mais pessoas se contaminam, mais capacidade o vírus tem de se modificar. (Foto: Henrique Kawaminami/Arquivo)

A Secretaria de Saúde investiga suspeita de que uma linhagem nova do coronavírus surgiu em Mato Grosso do Sul. Com uma segunda onda de covid-19 mais mortal e de rápida transmissão, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) colheu amostras de pacientes que morreram em dezembro e encaminharam para análise fora do Estado.

Diretora do Hospital Regional, Rosana Leite, comentou que houve casos de pacientes que morreram em apenas três dias, mostrando que o vírus poderia estar agindo mais rapidamente, de forma bem mais violenta.

Outro fator que levou as autoridades em saúde desconfiarem da possibilidade, é o fato da segunda onda ter matado mais pessoas que a primeira, apresentando características diferentes da primeira onda, que ocorreu entre março e setembro do ano passado.

“De alguns óbitos de dezembro, a SES conseguiu exames e separou casos pra fazer o sequenciamento genético”, disse Rosana. Ela informou ainda que não há previsão de resultados e que exames desse tipo demoram bastante.

O Estado já investiga a suspeita de que a cepa originada em Manaus (AM) tenha adentrado Mato Grosso do Sul por paciente de Corumbá. Não há ainda, também, resultado até o momento ou informação da entrada da nova cepa pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), responsável pela confirmação das variantes.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário