ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 19º

Cidades

Seis dos 36 casos de coronavírus no MS foram confirmados por exames privados

Resultado demora mais por carecerem de contraprova de unidades fora do Estado

Por Tainá Jara | 29/03/2020 18:03
Lei estadual determinou que exames de casos confirmados tenham mostras encaminhadas ao Lacen-MS (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)
Lei estadual determinou que exames de casos confirmados tenham mostras encaminhadas ao Lacen-MS (Foto: Arquivo/Marcos Maluf)

Seis dos 36 casos confirmados do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul foram de testes feitos por laboratórios da iniciativa privada. De acordo com a secretária adjunta, Christine Maymone, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) ainda aguarda confirmações de casos em que a mostra não foi coletada pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

Geralmente, estes resultados costumam demorar mais por serem encaminhados para laboratórios de fora do Estado. Seis laboratórios privados estão realizando exames para coronavírus no Estado, mas apenas um é certificado, conforme explicou a secretária em transmissão ao vivo, na tarde deste domingo, pelas redes sociais do governo do Estado.

Casos suspeitos da doença, ainda aguardam por contraprova de laboratórios privados cujas mostras costumam ser enviadas para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo. Dos 479 casos notificados no Estado, 44 são classificados como suspeitos.

Alguns dos casos confirmados inicialmente, por exemplo, tiveram mostras colhidas pela rede privada. O material foi enviado para filial da unidade, em Brasília. O resultado positivo foi encaminhado para o Laboratório Central do Distrito Federal, pois quem faz a contraprova tem que ser um laboratório público credenciado.

Lei estadual agora determina que os casos confirmados da doença precisam ter mostras encaminhadas ao Lacen-MS (Laboratório Central de Mato Grosso do Sul).