ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  08    CAMPO GRANDE 22º

Cidades

Seleção de temporários para HUs tem salários de R$ 3,7 mil a R$ 8,9 mil

A UFMS e a UFGD (Grande Dourados) em Mato Grosso do Sul têm vagas para 28 profissionais ao todo, sendo 25 para médicos.

Por Lucia Morel | 20/01/2021 15:04
Para o Hospital Universitário da UFMS são 13 vagas ao todo, sendo 12 para médicos. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)
Para o Hospital Universitário da UFMS são 13 vagas ao todo, sendo 12 para médicos. (Foto: Kísie Ainoã/Arquivo)

A Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) abriu vagas temporárias para médicos e técnicos nas universidades federais que mantém hospitais. Os salários variam de R$ 3,7 mil, para técnicos e de R$ 4,9 mil a R$ 8,9 mil para nível superior.

A UFMS e a UFGD (Grande Dourados) em Mato Grosso do Sul têm vagas para 28 profissionais ao todo, sendo 25 para médicos.

Conforme a empresa, as contratações visam o combate à pandemia da covid-19 e são três processos seletivos emergenciais abertos. As inscrições podem ser realizadas via internet de 20 até às 12h do dia 27 de janeiro de 2021.

Para o Hospital Universitário da UFMS são 13 vagas ao todo, sendo 12 para médicos nas seguintes especialidades: clínica médica; medicina de emergência; medicina intensiva; medicina do trabalho; médico plantonista; ginecologia e obstetrícia; infetoctologia; nefrologia; neonatologia; pediatria; pneumologia e radiologia. Também há vaga para técnico de necropsia.

Já no HU-UFGD são 15 vagas sendo uma para fonoaudiologia e técnico de necropsia, além de 13 para médicos nas mesmas especialidades citadas para a UFMS e uma mais para anestesiologia.

Desde o início da pandemia, a Ebserh contratou em todo Brasil, cerca de 4 mil profissionais temporários por meio das seleções emergenciais. Para concorrerem às vagas, os candidatos devem preencher formulário eletrônico, anexar currículo, diploma e documentação comprobatória de experiência profissional.

Acesse os editas e processos seletivos nos links aqui, aqui e aqui.


Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário