ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  22    CAMPO GRANDE 33º

Cidades

Uems acolhe solicitação e iniciará estudos para implantar polo nas Moreninhas

Será feita uma pesquisa de cursos e visita no bairro para a viabilidade da iplantação do polo

Por Mariana Rodrigues | 23/04/2021 17:16
Vereadores, deputado federal Dagoberto Nogueira, reitor da Uems, professores e alunos participaram da reunião. (Foto: Divulgação/ Câmara de Vereadores)
Vereadores, deputado federal Dagoberto Nogueira, reitor da Uems, professores e alunos participaram da reunião. (Foto: Divulgação/ Câmara de Vereadores)

Na tarde desta sexta-feira (23), em audiência realizada na Câmara Municipal de Campo Grande, para tratar da implantação de um polo Ead (Ensino à Distância) nas Moreninhas, uma das regiões mais populosas da Capital, o reitor da Uems (Universidade Estadual de Campo Grande), acolheu solicitação para iniciar estudos e implantar o polo.

O projeto, que já conta com verbas federais para sair do papel, tem como pano de fundo a distância entre as Moreninhas e a UEMS, condição que impossibilita e dificulta o acesso para os alunos, principalmente os que dependem de transporte público. Se concretizada, a implantação do polo deve beneficiar cerca de 70 mil moradores, mas ainda não há data prevista para o inicio das pesquisas e implantação.

O reitor da instituição, Laércio Alves de Carvalho, disse durante a audiência que o compromisso é ampliar a atuação junto a sociedade de Mato Grosso do Sul, e acredita que a implantação de um polo Ead na mesma cidade seja inédito. “Esse formato que nós estamos tentando fazer de uma universidade presencial e no mesmo município implantar um polo Ead, se não existir seremos os pioneiros, vamos trabalhar para sermos os pioneiros”, disse.

Ele também comentou que não sabia dessa dificuldade de deslocamento dos alunos que moram nas Moreninhas para chegar até a Uems. “Eu não sabia dessa dificuldade de duas a três horas para o aluno se deslocar para a universidade”.

Agora, o reitor disse que o próximo passo é visitar o bairro, fazer um levantamento de interesse, pesquisas de cursos atendem a demanda dos moradores. “Com base nisso, vamos criar uma comissão para ver a viabilidade, porque temos o apoio da bancada federal, temos um aporte financeiro, precisamos ter espaço, computadores e aprovação dos conselhos superiores”, afirma.

O deputado federal Dagoberto Nogueira (PDT), esteve presente na audiência e comemorou a possibilidade de um polo nas Moreninhas. “Este ano, após a nossa reivindicação, a bancada federal destinará R$ 4 milhões para a Uems e temos a esperança de ter este polo contemplado. Irei lutar por mais esta conquista da democratização do ensino público”, disse.

Também participaram da reunião os vereadores Marcos Tabosa (PDT) que convocou a reunião, Zé da Farmácia (Podemos), Tiago Vargas (PSD), Coringa (PSD), Dr. Victor Rocha (PP), Edu Miranda e Camila Jara (PT), além de estudantes, professores e dirigentes de movimentos sociais.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário